sábado, junho 30

FIA GT1 – Quem sairá vencedor de Portimão?

O Campeonato do Mundo FIA GT1 integra o calendário desportivo do Autódromo Internacional do Algarve pelo terceiro ano consecutivo.


De 6 a 8 de Julho disputa-se a quinta ronda da temporada e predomina a dúvida de quem sairá vencedor. As quatros jornadas inaugurais viram subir ao lugar mais alto do pódio três marcas distintas. Resta agora saber quem dominará as duas corridas de Portimão. A juntar ao FIA GT1 vai estar, à semelhança de anos anteriores, o Europeu de GT3. Mas não só, o Troféu Ibérico de Resistência e o Racing Weekend que integra o Campeonato de Portugal de Circuitos | Iberian Supercars Trophy, os Campeonatos de Portugal de Clássicos e Clássicos 1300 e os Single Seaters. Um total de 13 corridas vão aquecer os ânimos em pista, mas fora dela, há um sem números de outras iniciativas programadas e que ninguém deverá perder.
Campeonato do Mundo FIA GT1
Quatro construtores diferentes dominaram as quatro primeiras corridas do FIA GT1, o que revela bem, a competitividade deste Campeonato que coloca em pista carros tão variados como: Aston Martin DBRS9, Audi R8, BMW Z4, Ferrari 458 Itália, Ford GT, Lamborghini Gallardo LP600, McLaren MP4-12C, Mercedes SLS AMG e Porsche 911 GT3 R.
A jornada inaugural em Nogaro, França, viu a equipa belga da Audi Club Team WRT com Stephane Ortelli e Laurens Vanthoor conseguir subir por duas vezes ao lugar mais alto do pódio.
Na segunda jornada em Zolder na Bélgica foi a vez da Porsche ditar as regras. O duo da Exim Bank Team China Porsche, Matt Halliday e Mike Parisy teve um desempenho ímpar e arrecadaram a vitória na Championship Race. A Qualifying Race foi ganha pela equipa Vita4One BMW com Yelmer Buurman e Michael Bartels. Em Navarra, Espanha onde decorreu a terceira etapa do Campeonato, a McLaren que tinha sofrido com problemas eletrónicos nas duas primeiras rondas conseguiu finalmente ultrapassar os infortúnios: Fred Makowiecki e Stef Dusseldorp da Hexis Racing McLaren MP4-12C arrecadaram a vitórias nas duas provas do fim de semana. Na última jornada na Eslováquia foi a vez da BMW cantar vitória: Bartels e Buurman levaram o BMW Z4 da Vita4One à vitória na Championship Race e Vilander e Salaquarda da AF Corse Ferrari venceu a Qualifying Race. Na frente do Campeonato de Pilotos estão Bartels e Buurman e no Campeonato por Equipas está a ALL-INKL.COM Münnich Motorsport Mercedes que apesar de ainda não ter bisado tem marcado pontos em todas as corridas.
Mas para os portugueses há ainda outro ponto forte: Álvaro Parente disputa o mundial no McLaren MP4-12C da Hexis Racing com Gregoire Demoustier e já mostrou todo o seu talento, ao conseguir em Navarra subir ao segundo lugar do pódio na Qualifying Race. Soma ainda mais dois quartos lugares e ocupa a nona posição no Campeonato. O piloto português vai com certeza querer brilhar perante o seu público.
Assim, é de esperar que no Algarve a sede de vitória seja enorme. Para uns para conseguirem chegar ao tão desejado primeiro lugar do pódio pela primeira vez este ano e para outros para consolidarem a posição.
Campeonato da Europa FIA GT3
O Campeonato da Europa FIA GT3 atua no panorama automobilismo há sete anos. Um campeonato feito para a última geração dos carros desportivos, com poucas modificações face aos habituais carros de estrada. O Campeonato está reservado para pilotos não profissionais. Mais de 10 marcas estão presentes: Audi R8 LMS, Ferrari 458 Itália, Mercedes-Benz SLS AMG GT3, McLaren GT, Lamborghini Gallardo LP 600, Porsche 911 GT3R e Chevrolet Camaro.
A jornada de Portimão será a quarta da época depois de terem passado por Nogaro (França), Zolder (Bélgica) e Navarra (Espanha). Na frente do Campeonato de Pilotos com duas vitórias e dois terceiros lugares está a dupla Maximilian Buhk/Dominik Baumann (Mercedes SLS) seguidos de perto por Giuseppe Cirò/Gaetano Perez (Ferrari 458) no segundo lugar. Os representantes lusos, César Campaniço e Ni Amorim no Audi R8 LMS ocupam a sexta posição, mas na última prova em Navarra, marcaram presença no terceiro lugar do pódio. Os dois pilotos muito experientes e verdadeiros conhecedores da sua máquina estão focados em lutar pelas vitórias e subir posições na classificação geral. Em Portimão, circuito que já conhecem, podem ser considerados favoritos.
Campeonato do Portugal de Circuitos | Iberian Supercars Trophy
O Campeonato de Portugal de Circuitos tem a sua terceira jornada no Autódromo Internacional do Algarve depois de já ter visitado o traçado de Braga e Estoril. No total o Campeonato será composto por seis jornadas duplas. À chegada ao Algarve, César Campaniço/Carlos Vieira no Audi R8 LMS ocupam a primeira posição da tabela classificativa depois de terem dominado a primeira jornada e terem subido ao segundo lugar do pódio na segunda. De olho neles, estão Patrick Cunha/José Ramos no Lamborghini Gallardo que somam igualmente duas vitórias e duas subidas ao pódio mas no terceiro lugar. Seis pontos separam as duas equipas. Mas não menos atentos estão os Campeões Nacionais, José Pedro Fontes/Miguel Barbosa no Mercedes SLS. A dupla não foi afortunada nas duas primeiras rondas mas está focada em inverter os resultados. No que ao Iberian Supercars Trophy diz respeito esta será também a terceira jornada da temporada depois de a última se ter igualmente realizado no AIA. Significa que pilotos e equipas estão por isso certamente bem preparados para enfrentar a dureza do circuito de Portimão mas também, quiçá, procurar a desforra. À semelhança do Campeonato de Portugal de Circuitos, no Iberian Supercars Trophy as três duplas na frente são: César Campaniço/Carlos Vieira (Audi R8 LMS), Patrick Cunha/José Ramos (Lamborghini Gallardo) e José Pedro Fontes/Miguel Barbosa (Mercedes SLS) no primeiro, segundo e terceiro lugares respetivamente. Os dois primeiros estão separados por apenas três pontos pelo que o mínimo deslise pode ditar mudança de líder.
Troféu Ibérico de Resistência
O Troféu Ibérico de Resistência é um Campeonato que complementa a Copa de Espanha de Resistência e que será composta por três jornadas. A primeira decorreu em Navarra a 1 de Abril, a segunda terá lugar no Autódromo do Algarve e a terceira irá acontecer em Barcelona a 5 de Outubro.
As grelhas de partida são vastas e bem apetrechadas, divididas por diversas categorias, com máquinas tão variadas como Seat León LR, Hyundai Getz, Peugeot 207 THP, Hyundai Coupé, Renault Clio, Seat Ibiza Supercopa, entre outros. Carros muito semelhantes aos que os comuns cidadãos conduzem no dia a dia na estrada, mas que estão preparados para enfrentarem a dureza da competição automóvel. Os pilotos são, na sua maioria, espanhóis e vão poder experimentar, muitos deles pela primeira vez, a exigência e beleza do Autódromo Internacional do Algarve.
Campeonato Nacional de Clássicos, Clássicos 1300 e Single Seaters
O Campeonato Nacional de Clássicos é já um ‘habitué’ nas visitas ao Circuito de Portimão. A jornada passada teve lugar no AIA e eles aí estão novamente. Muitos carros em pista guiados por pilotos com maior ou menor experiência mas todos com a paixão pela competição automóvel e muita sede de vencer. O mesmo acontece com os Single Seaters.
Para além das corridas
Mas não só de competição são feitas as corridas. Para além de toda a atividade em pista, está programado um vasto leque de iniciativas a não perder antes, durante e após as corridas que. Assim:
- Dia 4 de Julho na Marina de Portimão – Exposição de alguns carros de corrida (McLaren, Mercedes, BMW, entre outros a confirmar) que competem no FIA GT1, a partir das 18.30h.
- Dia 5 de Julho no Centro Comercial Continente em Portimão – Sessão de Autógrafos com os pilotos que disputam o FIA GT1, a partir das 18.30h.
- Dia 8 de Julho no Paddock do AIA – Sessão de Autógrafos com todos os pilotos do FIA GT1, entre as 11.50h e as 12.20h.
- Durante todo o fim de semana, uma excelente atração está reservada aos mais pequenos: o Champimóvel da Fundação Champalimaud, que mostra aos mais pequenos o futuro da ciência e os leva a viajar pelo mundo das descobertas num filme animado em 4D. Uma iniciativa que deve juntar crianças, pais e professores num conceito didático.
Os bilhetes
O preço dos bilhetes varia entre os 10 e os 20€.

publicado em MotoresMagazine

Leia Mais

quinta-feira, junho 28

Marreiros lidera regional sul

Duas provas, duas vitórias e 44 pontos colocam Márcio Marreiros e Pedro Conde na frente das pontuações de condutores e navegadores do Campeonato Regional do Sul.

A vitória no passado Rali de Monchique permitiu a Márcio Marreiros reforçar a liderança do campeonato regional do sul, com 44 pontos, deixando os directos adversários mais longe. Nuno Venâncio coloca-se na vice-liderança com 33 pontos, graças ao quarto posto obtido na última prova, a que somou o 2º lugar de Vila do Bispo. Seguem-se na tabela classificativa os melhores representantes das duas rodas motrizes, com 32 pontos, Marco Ferreira e Jorge Rêgo, este último que esteve em destaque com o AX em Monchique. A apenas 1 ponto, José Martins, outro dos representantes das 2 rodas motrizes. O segundo lugar no rali anterior, permite a Orlando Bule colocar-se na sexta posição com 18 pontos, e é o segundo melhor representante dos Mitsubishi. Seguem-se José Dimas e Ruben Tabaio. A fechar a lista de classificados, Renato Leria, José Carlos Paté e João Oliveira.
Entre os navegadores Pedro Conde está na frente com 44 pontos, seguindo-se André Barras com 33 pontos e Afonso Simões com 32 pontos (melhor navegador de 2 rodas motrizes). Nesta categoria apenas estão classificados 10 concorrentes.
PONTUAÇÃO CONDUTORES
PONTUAÇÃO NAVEGADORES

Leia Mais

FLASH 18

Flash 18 - 28/06/2012
Daniel Nunes / Daniel Amaral - Mitsubishi Lancer EVO 6
3º classificado Rally de Monção, vencedores da Junior, Campeonato Open


Foto Nuno Pimenta, disponibilizada atraves de comunicado

Leia Mais

quarta-feira, junho 27

Problema inviabiliza nova vitória de Diogo Gago

Depois de três vitórias consecutivas no Desafio Modelstand, Diogo Gago e Jorge Carvalho partiam muito confiantes e motivados para obter novo triunfo na competição, mas um problema mecânico fê-los desistir quando lideravam o Desafio Modelstand no Rali de Monção.


"Tivemos um início prometedor, mas a prova acabou cedo demais, o que nos deixou um amargo de boca. Adoptamos um ritmo ao nosso gosto desde o início, sempre rápido e eficaz, que se reflectiu num muito bom crono", começou por dizer o piloto algarvio.

O pior foi na especial seguinte, quando um problema de caixa acabou com "as nossas aspirações. A partir de meio do troço começámos a ver que alguma coisa se passava. Muito fumo começou a sair por baixo do carro e tive mesmo dificuldades em travar e virar devido ao óleo da caixa de velocidades que ao sair se espalhou por todo o lado. Tivemos mesmo um princípio de incêndio o que me assustou e me fez baixar o ritmo. Levamos o carro até ao final da especial com alguns cuidados mas na ligação vimos que não valia a pena arriscar, pois iriamos ter mais problemas", adiantou ainda o piloto apoiado pela Eni, Axa Seguros e Chaveca e Janeira.

Apesar da desistência, Diogo Gago manifesta ainda assim toda a "motivação agora para a fase de terra. Vamos começar a trabalhar para irmos bem preparados para o que resta do campeonato", finalizou.

publicado em Supermotores

Leia Mais

SFR Motorsport vence em Monção

Depois de várias provas onde estiveram perto de vencer, foi no Rali de Monção que a equipa da SFR Motorsport conseguiu garantir a primeira vitória da época, nesta que foi a quarta ronda do Desafio Modelstand.

As duas duplas da equipa, Gil Antunes/Carlos Ramiro e Pedro Fins/Sérgio Rocha estiveram em lugar de destaque, já se Gil Antunes acabou por dominar o rali, Pedro Fins conseguiu também ele intrometer-se entre os lugares do pódio nos troços cronometrados.
Gil Antunes levou o 206 Gti ao comando do rali na segunda PEC, para nunca mais o deixar conseguindo em Monção uma merecida vitória onde venceram cinco dos seis troços cronometrados.
“Foi um rali muito produtivo. As provas anteriores também correram bem, mas esta vitória vem nos trazer ainda mais ânimo na luta pelo troféu. Entramos um pouco cautelosos no primeiro troço, mas no seguinte conseguimos contrariar isso e vencemos a especial. A partir do momento que vimos o nosso mais directo adversário parado, optamos por fazer uma prova ainda mais concentrados, rodando num ritmo forte, mas sempre de forma a gerir bem a nossa prova e evitar qualquer erro. Correu tudo em pleno, vencemos todos os troços até ao final do rali, dou os meus parabéns ao meu navegador, o Carlos Ramiro pelo desempenho na prova, assim como a toda a equipa da SFR Motorsport, pois contamos com um 206 Gti que esteve em pleno. Saímos de Monção com um sexto lugar da geral, 3º entre os carros de duas rodas motrizes e vencedores do Desafio Modelstand, o que nos permite agora ascender à liderança do troféu”, adiantou o piloto de Almargem do Bispo.

Pedro Fins também teve um bom desempenho mas um furo veio a estragar por completo o resultado final no rali.
Como nos afirmou o piloto "Voltamos a entrar bem, com um terceiro tempo na primeira PEC logo atrás do Diogo e do Gil. Com a desistência do Diogo na segunda PEC estávamos no segundo lugar, mas logo no inicio da terceira especial acabamos por furar e perder mais de 4 minutos, caindo assim para o sexto lugar."
O piloto do 206 Gti adianta ainda que "Penso que poderíamos ter saído de Monção com um segundo lugar porque fomos sempre mais rápidos do que os nossos adversários, mas os ralis são mesmo assim, e de repente tudo pode mudar."
O Campeonato Open de Ralis e o Desafio Modelstand vão agora parar por sensivelmente dois meses, altura onde as equipas preparam da melhor forma a fase de terra do campeonato, que terá inicio em Setembro com o Rallye Oliveira do Hospital.

Pilotos SFR Motorsport – Rali de Monção:
Gil Antunes/Carlos Ramiro – Peugeot 206 Gti – 1º Desafio ModelStand/6º Geral/3º Categoria 1
Pedro Fins/Sérgio Rocha – Peugeot 206 Gti – 6º Desafio Modelstand/30º Geral/24º Categoria 1

press SFR Motorsport

Leia Mais

Nuno Coelho/Pedro Alves - Resultado foi positivo

Depois de alguns azares nas duas provas anteriores, a dupla Nuno Coelho e Pedro Alves conseguiram em Monção por um ponto final nos problemas e fizeram uma boa exibição no Rali de Monção, a quarta jornada do Desafio Modelstand.

A equipa entrou com algumas cautelas no primeiro troço, registando um tempo menos bom. No troço seguinte um acidente de um outro concorrente levou à neutralização do troço, onde foi depois atribuído um tempo de um concorrente bastante mais lento à dupla do Peugeot 206 Gti, o que os levou a descer à última posição do troféu.
Muito prejudicados com esta situação Nuno Coelho e Pedro Alves entraram ao ataque nas segundas passagens e PEC a PEC fizeram uma prova notável que os levou a recuperar muitas posições, destacando-se ainda o facto de terem rodado sempre nas três primeiras posições da competição monomarca.
Com isto a equipa conseguiu recuperar da nona posição até à quarta, o que demonstra bem o ritmo aplicado durante a segunda secção do rali, mas que em termos de resultado final não traduz a maioria dos tempos nos troços, onde a equipa rodou constantemente em segundo e terceiro.
Como nos salienta Nuno Coelho “Entramos mal no primeiro troço, com muitas cautelas e o tempo não foi o melhor. Depois tivemos a situação da neutralização, que acabou por condicionar por completo o nosso resultado. O tempo que nos atribuíram, foi muito mau e fez com que perdêssemos uma posição no troféu! O rali acabou por ser muito positivo pela boa parte de tarde que conseguimos fazer. Impusemos um bom andamento, recuperamos muitas posições e desta forma penso que provamos que temos os elementos necessários para discutir os lugares da frente no troféu!
Nuno Coelho e Pedro Alves contaram com um Peugeot 206 Gti muito eficaz, que os levou à 13ª posição da geral no Open, 4º no Desafio ModelStand.
Segue a fase de terra do campeonato, onde a equipa pretende preparar da melhor forma as provas, de forma a continuar os bons resultados já alcançados. Entretanto e já no próximo dia 1 de Julho, Nuno Coelho irá alinhar na Super Especial da Trofa.

press Nuno Coelho/Pedro Alves

Leia Mais

Competisport “Transmissão partida condiciona resultado”

A reta final do Rali de Monção não correu da melhor forma para a dupla da Competisport, Luís Mota e Alexandre Ramos, que devido a uma transmissão partida acabaram por perder bastante tempo.

A prova em pisos de asfalto, que na presente edição apresentou um novo traçado, foi pontuável para o Campeonato Open de Ralis e Campeonato Regional Ralis Norte.
A equipa do Cartaxo não se adaptou da melhor forma ao traçado da prova, pouco favorável ao seu Mitsubishi EVO VII, mas ainda assim foi se mantendo dentro dos cinco primeiros do Open de Ralis. Contudo já no decorrer da última especial, logo na zona inicial, partiram uma transmissão e com isto foram perdendo muito tempo, conseguindo contudo acabar a especial e chegar à assistência final onde foi solucionado o problema.
Após as seis especiais de classificação terminaram na sétima posição da geral, terceira em termos de Regional Norte.
Como nos adiantou o piloto “O Rali não correu como o esperado. Não nos enquadramos bem com estes troços e não andamos como nos é habitual. Apesar de tudo o rali estava a correr bem, e mesmo na última especial partimos uma transmissão e o carro pura e simplesmente não andava, pelo que perdemos muito tempo neste troço e descemos algumas posições. Apesar da parte negativa, ainda conseguimos alcançar o terceiro lugar no regional norte, o que é muito bom para as contas do campeonato. Vamos agora entrar na fase da terra, onde penso que iremos estar mais fortes e iremos querer repetir algumas vitórias dos anos anteriores”.
O Open de Ralis prossegue em Setembro com o Rallye Oliveira do Hospital, prova que deverá marca o regresso do jovem André Mota aos ralis.

press Competisport

Leia Mais

terça-feira, junho 26

«Salvador Gonzaga novamente no pódio»

Objetivos cumpridos para a dupla Salvador Gonzaga e Paulo Lopes no Rali de Monção, prova em pisos de asfalto, pontuável para o Campeonato Open de Ralis e Desafio Modelstand.

A equipa do Peugeot 206 Gti voltou a dar-se muito bem com os pisos de alcatrão e entraram com um bom ritmo na prova do CAMI, aproveitando da melhor forma o carro da marca francesa que uma vez mais esteve em bom plano.
As primeiras passagens pelos troços cronometrados correram muito bem, com a dupla a garantir ao final da manhã a segunda posição do troféu, o que deixava toda a equipa muito satisfeita, prova da grande evolução que a equipa já conseguiu esta época, tentando para a segunda secção gerir esta posição e os fortes ataques dos seus mais diretos adversários.
Contudo a dupla teve um pequeno azar que ia comprometendo a prova, pois uma pedra conseguiu furar o cárter, provocando ainda um princípio de incêndio no Peugeot, mas que felizmente foi controlado e permitiu à equipa prosseguir até ao pódio final, mas com o tempo perdido vieram a descer a terceiro do troféu.
Ainda assim esta terceira posição foi muito positiva para a equipa que cumpriu os objetivos delineados para esta prova, mas que contudo não traduz o andamento global da equipa no rali, que rodou mais além desta posição, mas que devido ao azar mecânico acabaram por perder bastante tempo e um resultado que estava já bem encaminhado. Com estes resultados Salvador Gonzaga e Paulo Lopes são cada vez mais uns adversários de “mérito” no Desafio ModelStand ficando até ao final da época a ambição de chegar à vitória.
“Estamos contentes por ir novamente ao pódio. Esse foi o principal objetivo que tínhamos e conseguimos alcança-lo. Além disso ficamos ainda mais motivados com os tempos que fomos registando nos troços, o que traduz a nossa evolução esta época no troféu. Acabamos por ter aquele azar que nos impediu de ir ainda mais além, mas agora o que importa é preparar da melhor forma a fase de terra, piso onde me sinto mais à vontade e ir com bastante motivação para as provas para irmos ainda mais além destes resultados que temos vindo a conseguir”, concluiu o piloto do Porto.
Salvador Gonzaga e Paulo Lopes foram os 12º da geral no Open de Ralis, terceiros no Desafio Modelstand.
Mais Info e fotos em: facebook.com/salvadorgonzagarallyedriver

press Salvador Gonzaga

Leia Mais

«Gil Antunes garante Vitória e liderança do troféu»

Terminou em beleza a prova da dupla de Sintra Gil Antunes e Carlos Ramiro, na edição de 2012 do Rali de Monção, prova em pisos de asfalto que foi pontuável para o Campeonato Open de Ralis e Desafio Modelstand.

A dupla do Peugeot 206 Gti tinha como principal objetivo vencer e partiram dispostos a tal. No arranque do rali registaram o segundo melhor tempo entre os Peugeot, mas no troço seguinte fizeram o contra ataque e venceram o troço. A partir daquele momento e com a desistência do seu mais direto adversário Gil Antunes e Carlos Ramiro limitaram-se a fazer uma prova regular e levar o carro até ao pódio final.

Ainda assim fizeram uma prova notável, vencendo todos os restantes troços no que diz respeito ao troféu monomarca. Além disso e mesmo não sendo uma prioridade, conseguiram uma vez mais um bom resultado entre os carros de apenas duas rodas motrizes sendo os terceiros, sendo apenas batidos por um Kit Car e um S1600.

“Foi um rali muito produtivo. As provas anteriores também correram bem, mas esta vitória vem nos trazer ainda mais ânimo na luta pelo troféu. Entramos um pouco cautelosos no primeiro troço, mas no seguinte conseguimos contrariar isso e vencemos a especial. A partir do momento que vimos o nosso mais directo adversário parado, optamos por fazer uma prova ainda mais concentrados, rodando num ritmo forte, mas sempre de forma a gerir bem a nossa prova e evitar qualquer erro. Correu tudo em pleno, vencemos todos os troços até ao final do rali, dou os meus parabéns ao meu navegador, o Carlos Ramiro pelo desempenho na prova, assim como a toda a equipa da SFR Motorsport, pois contamos com um 206 Gti que esteve em pleno. Saímos de Monção com um sexto lugar da geral, 3º entre os carros de duas rodas motrizes e vencedores do Desafio Modelstand, o que nos permite agora ascender à liderança do troféu”, adiantou o piloto de Almargem do Bispo.

Com esta vitória Gil Antunes passa a liderar o troféu, partindo para a fase de terra ainda mais motivado. “A fase de asfalto foi muito positiva. Terminamos todas as provas, temos três segundos lugares e uma vitória o que nos permite ir mais folgados para a fase da terra. Vamos preparar bem a segunda fase, testar, preparar bem o carro e tentar garantir mais algumas vitórias, até porque é o tipo de piso onde me sinto mais à vontade e onde andamos melhor”.

Gil Antunes e Carlos Ramiro concluíram como já referido o Rali de Monção na sexta posição da geral, terceiro entre os concorrentes da categoria 1. No ModelStand garantiram o primeiro lugar, tendo uma margem de mais 1m40s sobre o segundo classificado.

O Open de Ralis e o Desafio ModelStand regressam agora apenas em Setembro, altura da realização do Rallye Oliveira do Hospital, prova em pisos de terra a cargo do Clube Automóvel do Centro.

press Gil Antunes Competição

Leia Mais

Daniel Nunes “Vitória no Júnior e Pódio no Open”

A jovem dupla de Sintra Daniel Nunes e Daniel Amaral voltaram a ter um fim-de-semana produtivo em mais uma ronda do Campeonato open de Ralis. A edição de 2012 do Rali de Monção foi ainda pontuável para o Campeonato de Portugal Júnior de Ralis e ainda Campeonato Regional Ralis Norte.

A equipa apoiada por Eni, Kumho Tyres, Rodinunes, GoTruck, Expopneu, KHM Racing, X2 Advertising, Estufas de Pintura Fernando Pereira e Irmão, Agrovácuo e Restaurante O Amaral, voltaram a contar com um Mitsubishi EVO VI muito competitivo que lhes permitiu rodar sempre nos lugares do pódio do Open de Ralis.

Nunes e Amaral arrancaram bem, averbando logo na primeira especial o segundo melhor tempo. Na PEC seguinte, mais estreia e encadeada baixaram um pouco o ritmo e registam o quinto melhor tempo, voltando depois a ser segundos na última especial da manha.

Para a parte da tarde entraram motivados a manter a segunda posição da geral, mas o turbo do EVO VI começou a perder pressão e com isto perderam algum rendimento do carro.

Como nos salienta piloto “ Conseguimos aplicar a nossa ambição na prova que era de ser rápidos e eficazes. Entramos fortes, depois registamos um tempo menos bom, mas entramos para os troços da parte ainda mais motivados. Fomos surpreendidos pelo Diogo (Salvi) que impôs um ritmo forte e que acabamos por no final já não ter resposta pois o turbo começou a perder pressão e acabamos por terminar em terceiro. Ainda assim foi um rali muito positivo. Conseguimos mais um pódio no Open de Ralis, dominamos e garantimos nova vitória no Júnior, onde passamos agora ter os mesmos pontos do nosso mais direto adversário e com isto partir para a fase de terra do campeonato na liderança do mesmo”.

Daniel Nunes e Daniel Amaral conseguiram também mais uma boa pontuação para o Regional Norte, ao serem os segundos, vencedores entre os 4x4.

A equipa de Sintra irá agora preparar da melhor forma a fase de terra do Open de Ralis, que se irá iniciar no mês de Setembro com o Rallye Oliveira do Hospital.

press DanielNunes

Leia Mais

segunda-feira, junho 25

BPINHÃO RACING TEAM – Rali TT Serras do Norte 2012

A BPinhão Racing Team vai marcar presença na prova do Motor Clube de Guimarães, o Rali TT Serras do Norte, que decorre entre o dia 29 e 30 deste mês, em Fafe.

A equipa quer continuar a senda de bons resultados (dois 1º lugares nas categorias em que compete, em duas provas já decorridas) e para tal vai empenhar-se em dar o seu melhor e fazer o que tem feito até aqui, total concentração para chegar ao fim da prova numa boa posição.
Neste intervalo de paragem do Campeonato, a Nissam teve direito a pequenas afinações com o objetivo de correr nos troços do Norte de Portugal, um pouco diferentes do que são os troços percorridos no sul.
Queremos agradecer mais uma vez a todos os que nos têm apoiado, aos que nos acompanham pelas provas e sem faltar os nossos Parceiros, sem os quais não era possível chegar aos resultados alcançados.

press BPinhão Racing Team

Leia Mais

domingo, junho 24

FLASH 17

Flash 17 - 24/06/2012
Bernardo Sousa / Corrado Mancini - Lotus Exige R-GT
Estreia como viatura de segurança, Rally de Ypres, Bélgica 2012.


Foto Koen Demeyere, publicado em Rally-Mania.cz

Leia Mais

sábado, junho 23

Monção: Martins próximo do pódio. Gago abandonou

A última prova do Open em asfalto, o Rali de Monção, ditou sortes diferentes para os representantes da zona sul. Carlos Martins voltou a averbar mais um resultado positivo, ficando no 4º lugar, após um interessante luta com Daniel Nunes e Diogo Salvi. Por outro lado, Diogo Gago foi o 1º líder do Modelstand, mas não foi feliz abandonando com problemas de caixa de velocidades.


(Actualizado após uma retificação dos tempos online)

A dupla João Barros / António Costa conseguiu em Monção o segundo triunfo da temporada, subindo com isso a uma posição no campeonato que os deixa na luta pelo ceptro.

Com o líder do Campeonato Open de Ralis ausente, a porta ficou aberta para que outros nomes brilhassem. Mário Barbosa brilhou até abandonar com problemas no Citroen Saxo após o 2º troço, deixando Barros na frente. Este já tinha uma vantagem considerável para Daniel Nunes e, tal como Barbosa, estava em troços encadeados bem ao agrado o Saxo. Para a tarde Barros previa "adoptar um andamento mais tranquilo, mas que nos permita manter concentrados," e assim aconteceu até garantirem o triunfo.

Atrás as lutas foram interessantes, Diogo Salvi "acordou" de parte da tarde, subiu de 4º para 2º e nem um deslize no derradeiro troço impediu o homem do Mitsubishi de rubricar o melhor desempenho da temporada. Daniel Nunes esteve um pouco apagado neste rali, e depois de perder o 2º lugar para Salvi, manteve-o para Carlos Martins por apenas 0,3s, já que Martins atacou no derradeiro troço vindo a vencer o mesmo, mas ficando apenas à porta do pódio e também ele neste rali com a melhor prestação da sua temporada. Nunes venceu contudo entre os concorrentes do Regional Norte.

André Marques colocou o Peugeot 206 S1600 no 5º posto na frente Gil Antunes que venceu o desafio Modelstand, Antunes ficou mais tranquilo quando Diogo Gago desistiu com problemas no Peugeot após o 2º troço. Luis Mota foi 7º com o azar de problemas de diferencial no Lancer ao longo da 2ª secção, o que lhe custou dois lugares na classificação.

Margarida Barbosa foi uma surpresa neste rali ao conseguir o 8º lugar com um Renault Clio R3. A jovem piloto de Famalicão ficou na frente de outra grande prestação, a de Ricardo Coelho que colocou o Toyota Starler no 9º lugar da geral. Julio Maia fechou o "top ten" com o Peugeot 206 S1600. Referência para os 5,1 segundos que separaram o 9º do 13º da geral neste rali. No troféu Fastbravo Herculado Antas foi o vencedor.

Classificação final:
1º João Barros / António Costa - Citroen Saxo Kit Car - 45m06,6s
2º Diogo Salvi / Filipe Carvalho - Mitsubishi Lancer Evo VII - a 24,5s
3º Daniel Nunes / Daniel Amaral - Mitsubishi Lancer EVo VI - a 28,2s
4º Carlos Martins / Aníbal Martins - Mitsubishi Lancer Evo VII - a 28,5s
5º André Marques / Hugo Magalhães - Peugeot 206 S1600 - a 1m42,9s
6º Gil Antunes / Carlos Ramiro - Peugeot 206 GTI - a 2m09,0s
7º Luís Mota / Alexandre Ramos - Mitsubishi Lancer Evo VII - a 2m09,5s
8º Margarida Barbosa / Sofia Mouta - Renault Clio R3 - a 3m28,9s
9º Ricardo Coelho / Daniel Pereira - Toyota Starlet - a 3m48,8s
10º Julio Maia / Alexandre Rodrigues - Peugeot 206 S1600 - a 3m50,3s


artigo complementar e foto Sportmotores

Leia Mais

sexta-feira, junho 22

Hanninen confirmado na Madeira

A organização do Rali Vinho Madeira confirmou hoje a inscrição de cerca de 15 pilotos para a próxima edição prova que se realiza entre 27 e 29 de julho. Juho Hanninen, apontado pela Skoda ao título europeu, é um dos pilotos estrangeiros com presença assegurada neste evento a que também o esloveno Rok Turk, campeão europeu de duas rodas motrizes que participou na última edição do rali com um Peugeot 206 RC, levará o Peugeot 207 S2000 com que disputa o campeonato do seu país.


Paulo Fontes, presidente da comissão organizadora da prova insular, revelou igualmente que nesta fase existem contactos com Patrick Snijers (Mini JCW RRC) e Luca Rossetti que tripularia um Skoda Fabia S2000 ou um Lotus Exige R-GT. Um dos problemas que a equipa do CS Madeira tem encontrado é a atual ausência duma ligação por ferry boat para a ilha e o regresso ao transporte de todo o material como carga convencional, uma manobra considerada arriscada pelas escuderias.

Em 2012 o Rali Vinho Madeira terá um figurino alterado pois passa a disputar-se entre sexta-feira e domingo. Anteriormente à quinta-feira, a classificativa da Avenida do Mar cumpre-se no final da tarde de sexta e o itinerário normalmente cumprido à sexta-feira e sábado passa a ser disputado no sábado e domingo. Neste rali em que também os concorrentes do campeonato open poderão cumprir parte do traçado o parque de assistência deixa as instalações da Horários do Funchal para se situar na Praça do Mar, em plena baixa funchalense e com melhor acesso ao público.

publicado em Autosport

Leia Mais

“Paulo Moreira aposta na evolução”

O Campeonato Open de Ralis vai ser palco neste próximo fim-de-semana de mais uma edição do Rali de Monção, prova em pisos de asfalto a cargo do CAMI.

Esta quinta jornada do Campeonato, será a terceira prova da dupla Paulo Moreira e Marco Macedo no novo Opel Corsa OPC. A equipa da MR Team tem estado a fazer um bom desenvolvimento do carro com a Monteiros Competição, estreando prova a prova mais evoluções que tem tornado o carro de duas rodas motrizes muito competitivo. Nesta fase o piloto do Montijo tem centrado os seus objetivos na evolução e para Monção volta apostar neste mesmo objetivo.
Como nos refere o piloto “ Vamos procurar evoluir ao longo do rali. No momento é ainda o terceiro rali com o Opel, segundo com o Marco Macedo, pelo que o grande objetivo tem sido rodar e fazer a melhor adaptação possível ao carro. No momento já conseguimos evoluir mais alguns componentes no carro e os problemas de travões da prova anterior penso que já estarão resolvidos pois conseguimos fazer bastantes melhorias neste ponto”.
Esta será o último desafio em pisos de asfalto para a dupla, já que a próxima prova é já em pisos de terra e aí a equipa terá um novo desenvolvimento do Corsa OPC.
O Rali de Monção terá um total de 170 quilómetros, dos quais 70 em troços cronometrados, tendo as equipas que efetuar uma dupla passagem pelos troços de Monção, Luzio e Merufe.

press Paulo Moreira, redigido por Nuno Pimenta

Leia Mais

Salvador Gonzaga «Repetir o resultado da última prova»

Depois de uma excelente prestação no Rallye Vidreiro, a dupla do Porto Salvador Gonzaga e Paulo Lopes prosseguem no desafio Modelstand já este fim-de-semana, em mais uma edição do Rali de Monção, a quinta jornada do Campeonato Open de Ralis.

Para a dupla do Peugeot 206 Gti, a prova em pisos de asfalto é encarada com muita motivação. Nas últimas provas têm vindo a registar uma grande evolução e a meta dos pódios já foi alcançada, pelo que o objetivo no momento é tentar ir ainda mais além.
A equipa tem dado os passos certos na sua evolução e o grande à vontade que têm já com o carro permite-lhes agora impor um andamento ainda mais forte, conseguindo assim fazer bons cronos e andar constantemente nos três primeiros.
Como nos salientou o piloto “ Vamos tentar entrar bastante motivados e a exemplo das provas anteriores queremos andar nos três primeiros. O troféu continua com bons pilotos e não é fácil chegar aos posições do pódio. No momento penso que reunimos todas as condições para andar nesta luta e em Monção é o que vamos tentar. O carro tem estado excelente, a nossa equipa tem feito um bom trabalho de preparação pelo que só podemos estar confiantes num bom resultado”.
A prova a cargo CAMI irá se desenrolar apenas no sábado com os concorrentes a ter que disputar uma dupla passagem pelos troços de Monção, Luzio e Nerufe, num total de 70 quilómetros em troços cronometrados, 170 no percurso total da prova.

Mais Info e fotos em: facebook.com/salvadorgonzagarallyedriver

press Salvador Gonzaga

Leia Mais

Gil Antunes e Pedro Fins defendem cores da SFR Motorsport

Será no Rali de Monção que terá palco a ultima ronda do Campeonato Open de Ralis no que diz respeito aos pisos de asfalto, numa prova que estará a cargo do CAMI.

Para a estrutura desportiva da SFR Motorsport, esta é uma prova para encarar ainda com mais motivação, pois é nesta cidade que no momento a equipa tem sediado as suas instalações e onde são preparados todas as máquinas desde a velocidade aos ralis.
Uma vez mais a equipa reúne as condições para lutar pela vitória no Desafio ModelStand. Gil Antunes e Pedro Fins são os dois pilotos encarregues de defender as cores da equipa, numa prova que promete ser bem disputada entre todos os concorrentes que utilizam os competitivos Peugeot 206 Gti.
Gil Antunes e Carlos Ramiro ocupam no momento a segunda posição da competição monomarca e são novamente um dos sérios candidatos a vencer. “Temos de dar o nosso melhor e pensar sempre na vitória. É a ultima ronda em pisos de asfalto e nestas primeiras provas houve uma ou outra situação que não esteve bem e apesar de o rallye Vidreiro ter sido muito bom, ainda não nos foi possível vencer. Queremos entrar na fase de terra com uma boa margem para poder entrar ao ataque, mas para isso o ideal é garantir já uma vitória! Não nos podemos esquecer que temos dois adversários muito fortes e que o rali será novamente bem disputado. Da nossa parte queremos andar sempre concentrados na nossa prova, não cometer erros, e rodar ao ataque para tentar vencer!”, afirmou Gil Antunes

Depois do azar da última prova, a dupla Pedro Fins e Sérgio Rocha espera regressar já aos lugares do pódio novamente, na última ronda dos pisos de asfalto. " O último rali não nos correu como gostaríamos. Voltamos a conseguir rodar nos três primeiros lugares, mas faltou-nos alguma consistência, e fomos sempre cometendo alguns erros que nos foram atrasando ao longo do Rali. No entanto, ainda é muito cedo para atirarmos a toalha ao chão. Este é o último Rali de asfalto que vamos fazer este ano, e nós queremos lutar pelo melhor resultado possível. Sabemos que temos de andar depressa sem cometer nenhum erro, e é nisso que vamos estar concentrados”, concluiu Pedro Fins.
O Rali de Monção vai para a estrada no sábado, havendo uma dupla passagem por três provas especiais de classificação. Monção, Luzio e Merufe, são o palco dos 66,60 quilómetros da prova disputados em contra relógio. O pódio final será no centro de Monção.

press SFR Motorsport

Leia Mais

“Queremos ser rápidos e eficazes!”

Depois da brilhante e merecida vitória no Rali Viana do Castelo a dupla de Sintra Daniel Nunes e Daniel Amaral prossegue a Norte com o Rali de Monção, prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis, Campeonato Regional Ralis Norte e ainda Campeonato de Portugal Júnior de ralis.

A exemplo das provas anteriores a dupla do Mitsubishi EVO VI já provou que são uma das melhores equipas a disputar o Open de Ralis, estando em Monção como um dos mais sérios candidatos a vencer!

Como nos salienta o jovem piloto “para monção queremos ser rápidos e eficazes para trazer essencialmente o maior número de pontos possíveis nos 3 campeonatos, de forma a tentar chegar já à liderança dos campeonatos Júnior e Norte para entrarmos na terra ainda mais motivados”.

Daniel Nunes e Daniel Amaral conseguiram alcançar a sua terceira vitória no Regional Norte no Rali Viana do Castelo, permitindo-lhes assim igualar o número de vitórias do seu mais directo adversário.

Com a vitória no Rali de Viana, o campeonato regional norte tornou se também uma das nossas prioridades para este ano. Devido à desistência em Barcelos e à ausência na Lomba e em Santo Tirso, decidimos ir a Viana para testar e pontuar e conseguimos uma vitória com um sabor especial pois estamos na luta por um bom lugar no final do campeonato”, afirmou o piloto.

Numa prova onde andaram rápidos e deram muito espectáculo, Daniel Nunes salienta ainda que “um dos trunfos para este rali essencialmente deveu-se à oportunidade fantástica e muito satisfatória para a nossa equipa de termos o apoio da kumho Tyres. Partirmos para os primeiros troços com pneus de chuva pois era uma incógnita se chovia ou não. Rodamos 4 troços a seco mas depois na hora certa choveu e foi uma mais-valia para nós estarmos de pneus de chuva, pois estes têm uma prestação notável nestas situações e foi um somar de vitórias até ao final do rali. Prova do grande trabalho de desenvolvimento da Kumho Tyres é o grande palmarés que a marca começa já a ter nos nossos campeonatos.”

Daniel Nunes e Daniel Amaram ocupam no momento a 4ª posição no Open de Ralis, sendo os segundos no CPJR e no CRRN.

O Rali de Monção terá um total de 6 provas especiais de classificação, disputando-se apenas no sábado. Os 67 quilómetros em troços cronometrados terão palco nas especiais de Monção, Luzio e Merufe.

press release Daniel Nunes / Daniel Amaral, redigido por Nuno Pimenta

Leia Mais

“Competisport arranca com o numero 1”

A cidade de Monção vai ser palco já neste próximo sábado da quinta jornada do campeonato Open de Ralis, que terá desta feita a sua última ronda em pisos de asfalto antes de uma pausa até à primeira prova nos pisos de terra.

A prova que contará com a Competisport, será ainda pontuável para o Campeonato regional Ralis Norte, competição na qual Luís Mota e Alexandre Ramos lideram destacadamente desde a segunda prova.
A dupla do Cartaxo estará com o competitivo Mitsubishi EVO VII, carro que nestas ultimas provas tem dado boas alegrias à equipa. Nesta prova voltam a partir com numero 1 nas portas fruto do segundo lugar ocupado no momento no Open de ralis e da ausência de um dos seus mais directos adversários.
Vindos de uma serie de bons resultados, Mota e Alex são uma vez mais candidatos aos três lugares da frente, com a equipa a centrar sempre os seus objectivos na vitória.
Como nos salienta o piloto “Embora esta prova seja nova, já vencemos uma das edições do Rali de Monção, o que nos dá ainda mais motivação. Tanto no Open de Ralis, como no Regional Norte estamos em boa posição para lutar pelos campeonatos, pelo que nesta prova vamos mais uma vez esperar estar a um bom nível e se possível vencer. Contamos com um bom lote de pilotos para vencer, mas também não queremos deixar os nossos créditos por mãos alheias e vamos apostar num bom resultado”.
A Competisport ocupa no momento a segunda posição do COR, sendo os líderes no Campeonato Regional Ralis Norte, com três vitórias já asseguradas.
O Rali de Monção vai para a estrada no sábado, havendo um total de seis especiais para cumprir, numa dupla passagem pelos troços de Monção, Luzio e Merufe. No total as equipas percorrem 167 quilómetros, dos quais 67 ao cronometro.


press Competisport, redigido por Nuno Pimenta

Leia Mais

Gil Antunes - "Centrados em vencer"

Depois da emotiva prova no Rallye Vidreiro, a dupla de Sintra Gil Antunes e Carlos Ramiro prosseguem a sua época desportiva no Rali de Monção, prova do Campeonato Open de Ralis, a quarta ronda do bem disputado Desafio ModelStand.

A dupla do Peugeot 206 Gti tem feito uma boa época sendo sempre um dos candidatos ao primeiro lugar. Na última prova viram a vitória escapar no último troço, depois uma grande exibição onde lideraram da primeira à penúltima especial, sendo que para Monção o grande objetivo é mesmo chegar à vitória.

Temos de dar o nosso melhor e pensar sempre na vitória. É a ultima ronda em pisos de asfalto e nestas primeiras provas houve uma ou outra situação que não esteve bem e apesar de o rallye Vidreiro ter sido muito bom, ainda não nos foi possível vencer. Queremos entrar na fase de terra com uma boa margem para poder entrar ao ataque, mas para isso o ideal é garantir já uma vitória! Não nos podemos esquecer que temos dois adversários muito fortes e que o rali será novamente bem disputado. Da nossa parte queremos andar sempre concentrados na nossa prova, não cometer erros, e rodar ao ataque para tentar vencer!”, afirmou Gil Antunes

Este será um rali novo pelo que o conhecimento dos troços será pelo menos mais equilibrado entre todas as equipas, trazendo ainda mais emoção ao rali.
Como nos salientou o piloto de Almargem do Bispo “Não conheço ainda o traçado do rali, pois apenas na sexta-feira iremos efetuar os reconhecimentos do rali. A prova é nova, o que é bom, pois as equipas estarão mais equilibradas no andamento entre si. Nós vamos tentar fazer um bom trabalho de casa, pois queremos estar motivados e confiantes logo no arranque da prova. Já não rodamos com o carro desde a última prova, mas espero pelo menos conseguir fazer um pequeno teste na sexta-feira”.

Além do Desafio Modelstand, a dupla da SFR Motorsport é ainda uma forte candidata a um bom resultado entre os carros de apenas duas rodas motrizes, apesar de terem de lidar com os superiores S1600 e Kit Car.

O Rali de Monção, prova a cargo do CAMI vai para a estrada no sábado, havendo uma dupla passagem por três provas especiais de classificação. Monção, Luzio e Merufe, são o palco dos 66,60 quilómetros da prova disputados em contra relógio. O pódio final será no centro de Monção.

press da equipa GilAntunes/Carlos Ramiro, elaborado por Nuno Pimenta

Leia Mais

quinta-feira, junho 21

Diogo Gago motivado para Monção

Um mês depois da realização da última prova, Diogo Gago e Jorge Carvalho estão de regresso assim como o Campeonato Open de Ralis, com a dupla a partir de novo motivada para a obtenção de mais um bom resultado.

"Para a última prova da fase de asfalto vamos moralizados em continuar a realizar boas prestações, algo que temos vindo a fazer até agora. Acredito que não vamos ter tarefa nada facilitada, pois os nossos adversários vão querer contrariar o que aconteceu nas provas anteriores. Vai ser muito importante levar o máximo de pontos possível para casa, porque as contas só são feitas no final", começou por dizer Diogo Gago, que apesar das três vitórias consecutivas no Desafio Modelstand, está consciente das dificuldades que se afiguram para o Rali de Monção.

A excelente temporada que Diogo Gago e Jorge Carvalho tem realizado coloca-os no lugares do topo do Campeonato Open de Ralis, com a dupla a chegar a Monção no terceiro posto do campeonato absoluto, liderando a Categoria 1 e ainda o Campeonato Júnior.

"Para os restantes campeonatos em discussão, sabemos que em condições normais as coisas serão diferentes, pois a concorrência dispõe de viaturas mais competitivas, mas a consistência do nosso andamento tem-nos levado a lutar pelos lugares cimeiros. E é nessa consistência que vamos apostar e estar focados para conseguir amealhar os pontos possíveis", finalizou o piloto apoiado pela Eni e Chaveca e Janeira.

O Rali de Monção será composto por seis provas especiais de classificação, tendo lugar no próximo sábado dia 23 de Junho.

publicado em Supermotores

Leia Mais

quarta-feira, junho 20

Marco Ferreira estreou-se em asfalto

Marco Ferreira fez a sua estreia em pisos de asfalto no Regional Sul de Ralis, com um problema mecânico a impedir o piloto de obter novo resultado de destaque no campeonato.

A prova organizada pelo Clube Automóvel de Portimão começou com uma super especial no sábado à noite, mas aí Marco Ferreira e Ricardo Barreto não foram felizes, acabando por ver uma manga de eixo ceder, fazendo-os perder mais de três minutos.

Apesar dos problemas na super especial, Marco Ferreira não deixa de "fazer um balanço positivo. Foi o meu primeiro rali de asfalto e tinha uma série de dúvidas por se tratar de uma prova diferente das que tinha feito até então. Depois de termos ficado a centímetros de uma parede, quando ficámos sem direção na super especial, e apesar de sermos o segundo carro a sair para a estrada, realizámos uma prova regular e sem pressão, o que me permitiu perceber o comportamento do carro neste tipo de piso, e aprender bastante, sem correr riscos".

O piloto de Santiago do Cacém acabou por nos dizer que "não houve uma dificuldade em particular que tivesse sentido durante os troços de domingo. Foi tudo praticamente novo, desde o nível de aderência dos pneus, pois nunca tinha rodado com pneus de competição no asfalto, às distâncias de travagem, visto que, quando devidamente aquecidos, o funcionamento dos travões é bem diferente. Mesmo com um carro pouco evoluído, percebi que posso andar mais rápido. Melhorámos na segunda passagem pela Fóia, e não fosse uma ligeira saída de estrada na última PEC, talvez devido à sujidade e à perda de eficácia do amortecedor esquerdo, teríamos feito um pouco melhor".

Marco Ferreira aproveitou para "agradecer à equipa de assistência o trabalho que desenvolveu, e que permitiu acabarmos a prova, e ainda aos patrocinadores e amigos que nos ajudam. Um último e não menos importante agradecimento ao Ricardo Barreto, que aceitou alinhar comigo nesta prova".

Marco Ferreira terminaria a prova no décimo posto final, resultado que acabou por saber a pouco, pois a equipa efectuou tempos para terminar muito perto do pódio absoluto

press SportsMultimédia

Leia Mais

terça-feira, junho 19

Bernardo Sousa perto da estreia com o Lotus Exige R-GT

Resolvidas que estão todas as questões relativas à homologação, Bernardo Sousa vai estrear o Lotus Exige R-GT no próximo Rali de Ypres, sexta prova do IRC, que se realiza entre 22 e 24 de junho.

Para já ainda como carro zero, mas posteriormente, a estreia em competição poderá muito bem suceder no próximo Rali Vinho da Madeira, embora o piloto nos tenha confirmado que essa situação ainda não é certa.

Publicado em Autosport

Leia Mais

segunda-feira, junho 18

ACB com duas provas no regional sul

Depois de alguma incerteza sobre a localização, e a realização das suas provas, o Aero Clube de Beja vai mesmo avançar com as duas provas pontuáveis para o regional sul. A escolha recai sobre Beja e Ourique, a fechar a temporada.

Segundo a informação avançada pelo RalisOnline, o ACB irá organizar duas provas do CRRS. Depois do cancelamento da prova prevista para 19 e 20 de Maio, surgiu alguma especulação sobre a realização das duas provas sob alçada do clube alentejano. Felizmente, a confirmação apareceu este fim-de-semana durante o Rali de Monchique. Beja irá acolher a próxima prova do regional, em rallysprint com esquema de 3 passagens, e o Rali de Ourique será a 8 e 9 de Dezembro, regressando três anos depois. Fora destas contas parece ter ficado Serpa.

informação adaptada de RalisOnline

Leia Mais

FLASH 16

Flash 16 - 18/06/2012
Márcio Marreiros / Pedro Conde - Mitsubishi Lancer EVO 6
MC Competições Team Reboques Florival
Vencedor do Rali de Monchique, segunda prova do Regional Sul.




Foto João Viana, publicada na sua conta pessoal de Facebook

Leia Mais

domingo, junho 17

Marreiros volta a herdar a vitória

Estar há hora certa no lugar certo - É esta a sina da dupla Márcio Marreiros e Pedro Conde que foram os vencedores do Rali de Monchique, segunda prova do regional sul. Orlando Bule e Rúben Tabaio fecharam os lugares do pódio. Jorge Rêgo foi o melhor duas rodas motrizes.

Depois de uma super-especial cheia de incidências, também nos troços houve muitas, que baralharam por completo a classificação final do rali no derradeiro troço, numa prova que foi interessante desportivamente e como espetáculo.
Se Carlos Martins venceu e bem a super-especial, dando um grande espetáculo, Ricardo Teodósio rapidamente impôs nos troços a sua condução e o seu endiabrado Saxo Kit-Car.

Nunca baixando o ritmo, e dando sempre muito espetáculo, Teodósio viria ser traído pela caixa de velocidade no derradeiro troço, quando tinha a vitória "mais" que segura.

Carlos Martins esteve novamente à frente do rali por... 30 metros. A transmissão do Lancer Evo VI cedeu (na mesma zona em que Teodósio desistiu) ficando assim na frente do rali Márcio Marreiros, que junto ao controlo final ainda nem sabia que era vencedor!!!

Depois de Vila Bispo, onde venceu depois do último troço, Márcio Marreiros voltou a vencer em condições semelhantes, com o mérito de ter sido rápido e de estar no lugar certo no momento certo. Mesmo assim, o piloto melhorou muitas nas derradeiras passagens depois de mudar o set-up do seu carro, comando agora ainda mais destacado o Regional Sul após duas provas.

Por consequência, Orlando Bule subiu ao segundo lugar. Na super-especial ficou sem transmissão e disputou-a sem direção assistida e ao longo do rali foi aprendendo a conduçãoo deste Lancer Evo VI, que o piloto estreava nesta prova.

Ruben Tabaio temabém fez uma super-especial para esquecer, mas nos quatro troços seguintes andou sempre muito concentrado para não cometer erros, acabando por subir ao pódio, o que representa uma prémio para a prestação do piloto do potente Escort.

Boas provas para Nuno Venâncio, que ainda chegou a rodar na frente de Ruben Tabaio, mas também para Jorge Rego em Citroen Ax, que acabou por vencer as duas rodas motrizes na frente de Vasco Tintim em Citroen Saxo, também ele com uma boa prova

artigo complementar e foto ralisonline

Leia Mais

Carlos Martins parte na frente em Monchique

O rali de Monchique começou com a super especial no centro da vila, com Carlos Martins e ser o mais rápido, superiorizando-se a Ricardo Teodósio e a Márcio Marreiros que esteve em grande forma com o Mitsubishi. Muitas equipas começaram com percalços.

Com uma super-especial desenhada bem no centro de Monchique, mais parecida com um Slalom, com os carros a ter que contornar bidons (felizmente não havia retundas com passeios altos),Carlos Martins acabou por ser o mais rápido ao volante de um Lancer Evo VI, desta feita alugado a Nuno Pinto.
Ricardo Teodósio bem se esforçou com o seu Saxo Kit-Car, ficando mesmo assim com o segundo melhor tempo na frente de Márcio Marreiros, fechando o lote os 3 primeiros que ficaram separados por 2,4 segundos. Vascon Tintim já com o 4º tempo, perdendo mais de 11 segundos para Martins.

Não faltaram incidências na Super-Especial do Rali Vila de Monchique. Luís Reis, no Renault 11 Turbo terminou a especial a empurrar o carro, depois de problemas de caixa de velocidades. Também sem caixa ficou o VW Golf de João Rodrigues, tendo também terminado a especial ao empurrão. Filipe Silva no Citroen Saxo partiu uma transmissão e Marco Ferreira (nº2) no Saxo viu a direcção do seu carro abrir ficando com uma roda para cada lado.

Rubem Tabaio teve problemas para engrenar a marcha atrás, depois de falhar por duas vezes a abordagem a um bidon, enquanto Luís Nunes teve problemas de embraiagem no Mitsubishi, não fazendo todo o percurso da super-especial.

Mais estranho foi a presença em Competição de um Subaru Impreza WRX N12, tripulado pelo espanhol Miguel Zunino. Já este ano, noutra prova, um carro semelhante foi obrigado a disputar o rali como Carro 0, pois não ser um VSH.

artigo complementar e foto RalisOnline

Leia Mais

MonchiConta RACING - RALI DE MONCHIQUE 2012

O CRRS 2012 segue na linda Vila de Monchique, no fim-de-semana de 16 e 17 de Junho. A equipa MonchiConta RACING com a dupla Marco Gonçalves e Pedro Arroja tripulará o habitual Peugeot 306 com que disputa o campeonato Regional Sul.

A equipa parte com um objectivo bastante claro que é vencer a classe 2 e lutar pelos lugares cimeiros das 2 rodas motrizes.
Teremos de atacar forte pois a concorrência é muita e de qualidade, mas se queremos atingir o objectivo que nos propomos, esse terá de ser o ritmo a tomar.
Após um rali de Vila do Bispo onde mostramos andamento, pena o problema mecânico que condicionou o nosso resultado final, entraremos para o rali com confiança, pois é um rali que quase nunca nos correu bem e queremos matar a bruxa desta vez.
Agradecimentos aos nossos amigos e colaboradores pela ajuda e aos nossos patrocinadores pela possibilidade de podemos disputar mais um rali do CRRS 2012.

Agradecimento à Câmara Municipal de Monchique, ENI - Lubrificantes, H.E.L.P. - Holistic Exercise and Livestyle Programs , Junta de Feguesia de Monchique, DMD - Informática, EME - Gelataria/Bar, PRIME PROPERTIES, CARGAQUATRO- Transportadora, ElectroRodas - Estacão de Serviço, MAXILUB - Lubrificantes, BRICONEXE - Drogaria, Evangelista de Oliveira - Presuntos e Enchidos tradicionais da Serra de Monchique, RECLOALGARVE - Publicidade e MSCAR.

press Monchiconta-Marco Gonçalves e PEdro Arroja

Leia Mais

sexta-feira, junho 15

WRC: Portugal confirmado oficialmente no Mundial 2013

Na sequência do Conselho Mundial da Federação Internacional do Automóvel, hoje realizado em Paris, o Vodafone Rally de Portugal foi confirmado como prova integrante do calendário do WRC de 2013, num total de 13 eventos.

As competições pontuáveis serão disputadas nos seguintes países (por ordem alfabética): Alemanha, Argentina, Austrália, Espanha, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Grécia, Itália, México, Mónaco (Monte Carlo), Portugal e Suécia.

As datas definitivas das provas não foram ainda indicadas, pois estão dependentes de eventuais arranjos logísticos e de coincidências com datas de outros campeonatos.

Para Carlos Barbosa, Presidente do Automóvel Club de Portugal (ACP), "trata-se de uma excelente notícia, num justo prémio não só para o trabalho que toda a equipa do ACP tem desenvolvido, mas sobretudo para os patrocinadores, entidades oficiais e autarquias que nos têm apoiado nas últimas edições, ficando com a garantia que estão envolvidos numa prova que é, hoje em dia, uma das referências do WRC."

publicado em Supermotores

Leia Mais

Marco Ferreira estreia-se em asfalto

Depois de uma longa paragem, o Regional Sul de Ralis regressa este fim de semana, com o Clube Automóvel de Portimão a levar por diante o Rali de Monchique, segunda prova da temporada e a primeira em pisos de asfalto.

Esta prova representa uma estreia para Marco Ferreira em asfalto, com o piloto do Citroen Saxo a referir esse facto.
“O asfalto é uma estreia para mim, pois os ralis que fiz em 2010 e 2011 foram todos em pisos de terra, pelo que será uma estreia absoluta e obviamente o meu andamento será diferente, pois trata-se de outro piso e um set-up diferente”, começou por referir Marco Ferreira.

O piloto de Santiago do Cacém referiu que não testou “muito o carro em asfalto, mas deu para fazer alguns quilómetros e perceber o carro. Há uma série de situações que vou ter que assimilar durante a prova, pelo que vai ser mais um rali para aprender”.

Quanto a objectivos, Marco Ferreira diz que “apesar do bom lugar no Regional, o objectivo passa por terminar e aprender o mais possível. Trata-se de uma prova num piso diferente e onde existirão surpresas certamente, pois o piso pode mudar muito com a humidade e com a chuva, o que na terra não seria tão grave”.

O piloto do Citroen Saxo contará nesta prova com Ricardo Barreto como seu navegador.

press Sports Multimédia

Leia Mais

Parkalgar inicia processo de revitalização

A Parkalgar – Parques Tecnológicos e Desportivos, SA, empresa proprietária do Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, decidiu dar início, na semana passada, a um Processo Especial de Revitalização (PER), revelou hoje a empresa.

Este “instrumento alternativo” ao processo de insolvência, mais ágil e com menor intervenção do tribunal, visa a aprovação de um plano de reestruturação, evitando que a empresa caminhe para a insolvência e, em último caso, para liquidação.

O PER, um instrumento legislativo criado em janeiro, possibilita, no momento de crise que a economia nacional atravessa, “uma revitalização das empresas económica e financeiramente viáveis mas que experimentam dificuldades na atual conjuntura”.

O recurso a este processo foi “viabilizado” pelos dois maiores credores da Parkalgar, o Millennium BCP e a Bemposta – Empreendimentos Turísticos do Algarve, SA.

No quadro do PER, a Parkalgar inicia com os seus credores as negociações necessárias à sua revitalização para, por essa via, “alcançar bases definitivas e sólidas, para a estabilização financeira do seu projeto”.

Em causa, estão, para além do autódromo, os investimentos em curso para a conclusão dos apartamentos turísticos e do hotel, equipamentos considerados “fundamentais” para a concretização da estratégia inicial definida pela empresa.

A Parkalgar prevê nos prazos curtos que o PER pressupõe “criar as condições para que o projeto Autódromo Internacional do Algarve possa alcançar todos os objetivos para que foi concebido e, assim, continuar a dinamizar o setor económico em que se insere”.

publicado em RegiãoSul

Leia Mais

Mapa Rali de Monchique

Consulte o mapa de prova do Rali de Monchique, 2º prova do Campeonato do Sul de Ralis, organizado pelo Clube Automóvel de Portimão e que se disputa este fim de semana.






Leia Mais

FLASH 15

Flash 15 - 13/06/2012
Dimitar Iliev / Yanaki Yanakiev - Skoda Fabia S2000 - Vivacom Rally Team
Vencedor do Rali da Bulgária, prova do Campeonato Europeu de Ralis


Foto Katikis Photography, publicada em EWRC

Leia Mais

quinta-feira, junho 14

João Rodrigues e Fernando Almeida no Rali de Monchique

Vai decorrer em Monchique, no fim-de-semana de 16 e 17 de Junho, a próxima prova do CRRS 2012. A dupla João Rodrigues / Fernando Almeida tripulará o Volkswagen Golf GTI com que disputa o campeonato Regional Sul.

A equipa parte com ambições a um bom lugar na classe, como refere o piloto: “depois dos problemas que tivemos no Rali de Portugal Open, com o carro, penso que estão reunidas as condições para a obtenção de um bom resultado. É um rali novo para toda a gente e, por isso, tentaremos imprimir um ritmo adequado desde o início. O objetivo passa por alcançar um lugar no pódio da classe, mas sabemos que temos de andar ao melhor nível pois a concorrência está forte e possui carros igualmente bem preparados.”
O navegador Fernando Almeida acrescenta: “é sempre um prazer percorrer os troços da minha terra natal, onde cresci e vi os meus primeiros ralis, e também sentir o importante apoio dos amigos e familiares. Vamos dar o nosso melhor, sabendo que é muito importante a obtenção de um bom resultado para moralizar a equipa, e vamos tentar dar igualmente o retorno que os nossos patrocinadores merecem. A prova está a ser preparada o melhor que podemos. Só nos resta esperar pela hora de partida do Rali.”
A equipa agradece aos seus patrocinadores:
Liqui-Moly Portugal (Matthias Bleicher), NSA (Garantia Automóvel – Dra. Sofia Cruz e Valdemar Santo), Grupo FIAAL (Concessionários Ford, Jaguar, Land-Rover, Range Rover e Mazda em Faro – Aníbal Guerreiro), Pontautos (Concessionário Volvo – Faro e Portimão – Carlos Zambujal), Vedrol (Gilberto Gonçalves e Amando Horta), PMCARService (Zona Ind. Loulé – Fernando Silva, Ricardo Silva e Eng.º Próspero), My Center Sports & Wellness (Faro - Ricardo Duarte), Rogério & Emanuel (Rogério Emanuel), Carlos Susana (Faro - Eletricidade Auto – Carlos Susana), NT-Cars (S.B.Messines – Tó-Zé e Nuno Rodrigues), A.Mestre, Lda. (Loulé - António Mestre), J.Silva, Lda. (José Silva) e Comidinhas Wine-Bar (Portimão – Tó-Zé Almeida).

press João Rodrigues/Fernando Almeida

Leia Mais

quarta-feira, junho 13

Rali de Portugal no WRC 2013

Ao que tudo indica, o calendário do Mundial de Ralis (WRC) para 2013 será quase igual ao deste ano, sendo que a única diferença deverá residir na troca do Rali da Austrália pelo Rali da Nova Zelândia.

Segundo o Autosport.com, o plano de introdução de novas provas, inicialmente já para o próximo ano, foi adiado por mais uma temporada, após uma reunião entre Jean Todt, presidente da Federação Internacional do Automóvel (FIA) e os responsáveis da modalidade.

Em 2013, esperava-se a introdução de uma nova prova, falando-se sobretudo do Brasil ou África do Sul, mas de acordo com aquele mesmo site britânico, a escolha terá recaído no adiamento por mais um ano da introdução de um desses novos eventos. Contudo, mantém-se a incógnita relativa à inscrição dos eventos, depois de nas passadas semanas ter vindo a público o descontentamento dos organizadores do evento acerca de uma nova taxa de 100 mil euros que teriam de pagar para a inscrição dos seus ralis no calendário.

A FIA havia enviado um documento para os organizadores das provas assinarem e devolverem àquela entidade, mas esse custo adicional terá feito com que dez das 13 provas do campeonato para 2013 não tenham confirmado a sua presença e rejeitado a assinatura daquele contrato. Na sexta-feira é esperado o anúncio do calendário provisório no Conselho Mundial de Automobilismo, no qual se crê ainda que será anunciado um novo promotor para a modalidade, em dificuldades depois da perda dos apoios do Abu Dhabi e da Nokia.

Publicado em Autosport

Leia Mais

26 concorrentes em Monchique

Depois da anulação (ou adiamento) do Rali de Beja, o regional sul regressa com o Rali Vila de Monchique. Com 26 concorrentes inscritos, Márcio Marreiros ostenta o número 1 de porta, mas é em Ricardo Teodósio que recaem as atenções, regressando no Saxo Kit Car pode obter os 25 pontos da vitória final.



LISTA DE INSCRITOS:


Leia Mais

terça-feira, junho 12

Campeonato do Mundo FIA GT1 dentro de um mês no Autódromo do Algarve

O Autódromo Internacional do Algarve vai receber, dentro de um mês, de 6 a 8 de julho, mais um evento à escala mundial, desta vez o FIA GT1 World Championship.

Em simultâneo vão estar também em pista o FIA GT3 European Championship e o Racing Weekend, que vai trazer até ao circuito de Portimão o Campeonato Nacional de Circuitos, o Campeonato de Portugal de Clássicos e Clássicos 1300. É o quarto ano consecutivo que o AIA acolhe este prestigiado Campeonato, naquela que será a quinta jornada da temporada.

Carros de Turismo de marcas tão variadas como Audi, McLaren, Ferrari, Porsche, Aston Martin, Ferrari, Ford, Lamborghini etc. A vestir as cores nacionais vão estar Álvaro Parente no McLaren GT MP4 -12C no Mundial de GT1 e César Campaniço/Ni Amorim que fazem equipa no Audi R8 LMS no Europeu de GT3. Três pilotos consagrados no panorama automobilístico mundial e que vão querer brilhar na sua corrida em casa.

Os bilhetes para o evento já se encontram à venda no site e loja do AIA com 25% de desconto até 17 de Junho. Os preços são de 19 euros para a bancada principal para todo o fim de semana e de 15 euros só para domingo. O passe de acesso ao paddock é de 8 euros.

Quem comprar ingresso para o FIA GT recebe automaticamente e de forma gratuita bilhete igual para a prova do Campeonato do Mundo de Superbikes em Setembro. Esta promoção é acumulável com outras.

publicado em SulInformação

Leia Mais

Sousa estreia Lotus em Ypres como "0"

Bernardo Sousa irá estrear o novo Lotus Exige R-GT no Rali de Ypres a decorrer entre 21 e 23 de Junho, prova que pontua para o campeonato europeu e para o IRC.

A estreia será com funções de "carro 0", já que a equipa Lotus continua a aguardar clarificações da FIA relativamente ao regulamento da categoria GT para ralis. Segundo Claudio Berro, a Conselho Mundial da FIA de 15 de Junho poderá trazer à luz os esclarecimentos necessários, mas até lá a equipa vai trabalhando.

Bernardo Sousa será navegado por Corrado Mancini, tendo a dupla por detrás de si toda a estrutura da equipa Lotus. O Lotus Exige R-GT apresentará novidades a nível suspensões, sendo "calçado" com pneus agora fornecidos pela Michelin.

Bernardo Sousa e Claudio Berro da Lotus realçam que apesar de ainda não homologado, o carro tem estado em permanente evolução, sendo esta presença na Bélgica uma forma de mostrar o carro e de certa forma avaliar a sua perfomance.

publicado em Sportmotores


Nota Adicional - Poderão estar criadas condições para que a equipa participe no Rali Vinho Madeira, tendo em conta a prova ser pontuável para o europeu e disputada em asfalto.

Leia Mais

domingo, junho 10

RVM - 8 troços para o Open

O Clube Sport’s Madeira já anunciou mais alguns pormenores da edição de 2012 do Rali Vinho Madeira, desta feita em relação aos concorrentes do Campeonato Open de Ralis

Segundo conseguimos apurar, a caravana dos VSH e Clássicos que estiver à partida da prova rainha do automobilismo madeirense vai disputar um total de 8 troços, mais concretamente, a super-especial da Avenida do Mar (na sexta-feira), as segundas passagens pelos troços da Serra D’Água, Boaventura, Cidade de Santana, Referta (no sábado), e ainda as primeira passagens pelas especial do Paul da Serra, Ponta do Pargo e Rosário (no domingo). Em relação às inscrições, as mesmas custaram 350€ e a organização terá que ter pelo menos 15 equipas inscritos senão não realizará a prova. Abaixo ficam os documentos relativos ao Rali Vinho Madeira para os concorrentes do Campeonato Open:

- Regulamento

- Itinerário Comum

- Mapa de Controlos

publicado em RalisMadeira

Leia Mais

FLASH 14

Flash 14 - 10/06/2012
Vitor Sá / Pedro Calado - Peugeot 207 S2000
Vencedor do Rali de Santa Cruz 2012, Campeonato da Madeira de Ralis



Foto Ângelo Abreu, publicada em RalisMadeira

Leia Mais

sexta-feira, junho 8

1º rali Viana do Castelo "Prova teste superada com êxito!"

No passado fim-de-semana realizou-se o 1º Rali Cidade de Viana do Castelo, organizado pelo CAST, prova pontuável para o Regional Norte de Rali e Prova Extracampeonato.

A equipa A.MaiaSport, esteve presente com as suas duplas numa prova de teste como preparação para o Rali de Monção a realizar nos próximos dias 22 e 23 de Junho.

E que melhor teste do que aquele que ambas as duplas fizeram com Júlio Maia a alcançar o 2º posto entre os concorrentes da prova extra, ao passo que Manuel Martins depois de um infortúnio que o obrigou a perder 2 minutos nas duas primeiras especiais de sábado, alcançou sempre tempos entre os mais rápidos da prova extra.

Para o chefe da equipa e piloto do Peugeot 206 S1600, esta “prova correu-nos muito bem e pensamos ter feito realmente uma boa exibição. O Jorge na sua estreia comigo neste carro, esteve irrepreensível e dou-lhe desde já os meus parabéns” comentou no final Júlio Maia.

Manuel Martins que foi acompanhado por Alexandre Rodrigues, no Peugeot 206 Gti, começou com o 5º na Super Especial noturna para depois logo no arranque de sábado debateu-se com problemas de motor nas duas primeiras especiais que o obrigou a perder mais de 2 minutos, para depois nas restantes obter sempre tempos entre os mais rápidos o que lhe deu para chegar ao 8º posto entre os concorrentes da prova Extras. “ Foi uma boa prova, pena foi o sucedido com a bobine do carro que deixou de funcionar em condições nas 2 primeiras de sábado, mas fora isso tudo correu bem e sinto-me melhor preparado para Monção. Agradeço também ao Alexandre por me ter acompanhado aqui em Viana.” Finalizou o mais novo dos pilotos da equipa.

Amanha sábado a equipa “volta á estrada”, na realização da demonstração “Taça de Ouro da Povoa de Varzim” numa iniciativa do Clube Desportivo da Povoa que marca assim o seu regresso ao desporto motorizado, num “revival” da mítica prova realizada nos anos 60 na região poveira. A equipa estará presente com os seus dois pilotos a repartirem a condução do Citroen Saxo.


A equipa agradece o apoio de todas a empresas de que continuam a acreditar no nosso projecto onde destacamos a: LIQUI MOLY, CRÉDITO AGRICOLA, WACKER NEUSON, A.MAIA LDA, BAR MOINHOS AO VENTO, AUTO COSTA, NORTESHOPPING E POVOACAR entre outros.

Para visualizar fotos desta prova visite:
http://www.facebook.com/media/set/?set=a.393532917350161.78384.178043498899105&type=1&l=eca2725fbd

comunicado de equipa A.Maia Sport

Leia Mais

quinta-feira, junho 7

João Sousa com prova azarada em Viana do Castelo

A primeira edição do Rali Cidade de Viana, que decorreu nos dias 1 e 2 de Junho, a contar para o Campeonato Regional de Ralis Norte, marcou o regresso do piloto Vila-realense, João Sousa às competições. Nesta prova, que contou com a participação de 37 concorrentes, o jovem piloto contou com a companhia do navegador Valter Cardoso.


A equipa esteve inserida na prova extra e traçou como principal objetivo “efetuar o maior número de quilómetros que permitiria desta forma ao piloto ganhar experiência numa modalidade que para si é ainda novidade, pois tratava-se apenas do segundo rali que efetuava ao volante do competitivo e aprazível Peugeot 306 Maxi”.
Com o rali a iniciar-se no dia 1 de Junho numa super-especial noturna de 1,8 Km realizada no centro da cidade de Viana do Castelo sob a observação de milhares de pessoas que deram um excelente colorido humano à prova, João Sousa e Valter Cardoso surpreenderam tudo e todos ao conseguir o primeiro lugar que os motivava desta forma para o dia seguinte da competição na obtenção de um bom resultado no rali.
O jovem piloto partiu para a prova de sábado com o objetivo de continuar em segurar o bom resultado obtido, mesmo sabendo que não iria ser uma tarefa fácil pois a forte concorrência presente no rali assim o fazia prever. Numa altura em que a segunda especial de qualificação até vinha a correr dentro do previsto para a dupla, eis que surge um problema no motor do Peugeto 306 Maxi a cerca de 500 metros do final e o motor começa a trabalhar com um barulho estranho. Na tentativa de levar o carro até ao final já com o mesmo em perda de potência, a dupla parou após a linha de meta e verificou para grande desilusão que teriam de dar por terminada a sua curta participaçao neste rali.
No entanto, e divulgado o tempo efectuado nessa especial de qualificação, João Sousa e Valter Cardoso vêm a constatar que ficam com o segundo lugar mesmo com os problemas técnicos com que se depararam o que revela o excelente ritmo competitivo que traziam até acontecer o incidente.
Segundo João Sousa, “a especial vinha a correr dentro do previsto, não vinha a cometer exageros por forma a chegar ao final deste troço e não queria cometer erros de condução. No entanto, na parte final do mesmo tive uma travagem forte para um gancho e na saída apercebi-me que o motor havia perdido rotação e consequentemente perda de potência na saída. Senti que algo não estava bem e tentei levar o carro até ao final para perceber o que se estava a passar quando nos deparamos com o enorme barulho de dentro do motor e decidi não arriscar mais”.
Para o navegador Valter Cardoso, que se estreou ao lado de João Sousa a convite do mesmo, divertiu-se, ajudou o piloto nesta fase de evolução e conseguiu tirar muitas conclusões.”O rali acabou por não correr da maneira como tínhamos planeado, mas fiquei muito surpreendido com as capacidades do João e que na minha opinião considero que tem um talento nato para a condução e não deve por isso ser desaproveitado. O caráter e a humildade dele aliado à falta de experiência nos ralis fazem com que ele ainda não acredite no verdadeiro potencial que tem, mas após ter efetuado o troço de sábado e com todos os problemas que tivemos, ele acabou por ter uma ideia daquilo que pode fazer juntamente com um carro que é extremamente competitivo apesar de não se ter revelado fiável nesta prova. O João está numa fase de habituação gradual ao carro e terá que conhecer primeiro os seus limites, mas juntando isso a uma concentração e consistência da parte dele penso que estão reunidas todas as condições para o sucesso.” referiu Valter Cardoso.
Para as próximas provas, a equipa parte com o mesmo objetivo para já traçado nesta sua fase de evolução nos ralis nacionais, prometendo no entanto empenho e dedicação na conquista de bons resultados.
João Sousa agradece todo o apoio prestado pelos seus patrocinadores, nomeadamente, Garagem Veiga, X-PART, Pneus Moderna, Miraneves 24h, Caixilharias Sernor, Brincar Automóveis, RMC, Paulo Amortecedores, Reklame Publicidade, Itolub Lubrificantes, Álvaro Fonte Fernandes – Chaparia e Pintura e pelos amigos e família que foram incansáveis e fizeram centenas de quilómetros para apoiar esta jovem promessa dos ralis em Portugal.
A próxima prova que poderá estar nos planos de João Sousa e Valter Cardoso será o rali de Mesão Frio a contar para o Campeonato Regional de Ralis Nordeste e que se realiza entre 15 e 16 de Setembro, pelo que até lá resta à equipa recuperar o motor do Peugeot 306 Maxi e efetuar alguns testes de preparação com o mesmo.

press equipa JoaoSousa/Valter Cardoso

Leia Mais

Luis Mota "Rali foi bem disputado!"

A equipa do Cartaxo – Competisport acabou de forma bastante positiva mais uma ronda do Campeonato Regional Ralis Norte, o Rali Viana do Castelo, prova em pisos de asfalto organizada pelo CAST.

Luís Mota e Alexandre Ramos não tiveram a tarefa nada facilitada, já que por motivos profissionais só conseguiram chegar mesmo em cima do arranque da prova e praticamente nem sequer reconheceram o rali.
Sendo os líderes desta competição, a dupla já previa um rali bastante disputado. Na sexta-feira um pião na super especial citadina, que esteve repleta de público não lhes permitiu começar da melhor forma, averbando o sexto tempo.
No sábado entraram com um bom andamento e num só troço recuperaram quatro posições, estando agora na segunda posição da geral. Na PEC 3 voltaram a ser segundos, acabando por ganhar a especial seguinte e passar para a liderança do rali.
Nos troços seguintes mantiveram o andamento, mas com a entrada da “chuva” acabaram por descer a segundo na 5ª especial. Até ao final do rali deram ainda um bom espetáculo de condução, acabando esta primeira edição do Rali Viana do Castelo na segunda posição da geral, mantendo-se isolados na liderança do Campeonato.
Um grande rali para a equipa, que contou uma vez mais com um Mitsubishi EVO VII muito competitivo e acima de tudo muito fiável.
Luís Mota e Alexandre Ramos prosseguem com o Rali de Monção, nos dias 22 23 de Junho.

press Nuno Pimenta

Leia Mais

Daniel Nunes - “Dedico esta Vitória à minha equipa”!

A sexta prova do Campeonato Regional Ralis Norte teve palco no passado fim-de-semana em Viana do Castelo, com a primeira edição do Rali que ostentou o mesmo nome desta cidade.

Para a dupla de Sintra Daniel Nunes e Daniel Amaral a prova não foi fácil com vários percalços a condicionarem a prova da dupla do Mitsubishi EVO VI, mas que mesmo assim não lhes impediu de obter uma merecida vitória.

A dupla começou com um grande recital de condução na super especial de sexta-feira, acabando por averbar o segundo melhor tempo, isto apesar de terem partido uma transmissão.

No sábado o inicio de prova também não foi fácil, já que furaram logo no primeiro troço e ainda assim foram os quartos, mantendo a terceira posição da geral, rodando com algumas cautelas na PEC 3 pois não podiam furar novamente.

Com a vinda à assistência, com a resolução dos problemas a equipa entrou ao ataque e fez de novo um brilharete na condução, que entusiasmou e de que maneira o muito público presente nos troços cronometrados.
Na quinta especial garantem o melhor tempo e saltam para a liderança do rali, mantendo uma boa luta com o seu mais direto adversário.

Nunes e Amaral venceram as três especiais finais e confirmaram assim a terceira vitória no Regional Norte, conseguindo assim ascender a segundo do campeonato e desta forma entrar na luta pelo título.

Foi um balanço extremamente positivo. Tivemos alguns azares, transmissão partida, furos, um toque, mas foi sem duvida uma grande prova, sobretudo por termos conseguido evoluído bastante naquilo que pretendíamos e de irmos para monção muito mais motivados e sobretudo mais fortes. Dedico esta vitória ao Daniel Amaral, que foi incansável no incentivo para chegarmos a este resultado, assim como à minha assistência, o Miguel Santos e ao Luís Duarte que em dez minutos, mudaram as transmissões traseiras a seguir à super especial e por último também aos nossos patrocinadores pela confiança depositada no nosso projeto”.

Daniel Nunes e Daniel Amaral prosseguem com o Rali de Monção, prova do Campeonato Open de Ralis.

press Nuno Pimenta

Leia Mais