quinta-feira, novembro 14

Ricardo Moura conquista o tricampeonato no Algarve

Ricardo Moura escreve o seu nome na lista de vencedores do Rallye Casinos do Algarve e conquista o terceiro título absoluto de ralis. Pedro Meireles foi segundo sagrando-se vice-campeão, enquanto Bernardo Sousa abandonou com problemas de motor.

A edição 42 do Rallye Casinos do Algarve fica marcada pela conquista do tricampeonato de Ricardo Moura e de António Costa, no Skoda Fabia S2000. O piloto açoriano foi o primeiro líder do rali, mas Bernardo Sousa passou para a frente quando foi o mais rápido na primeira passagem da Fóia. A história do rali (e do campeonato) começou a desenhar-se na PE3, quando o madeirense furou e perdeu três minutos, comprometendo o título. Para piorar a situação na 5ª especial, o Ford Fiesta S2000 teve problemas de motor, colocando um ponto final às aspirações. Com menor pressão, Ricardo Moura optou por dosear o andamento e controlou os principais adversários. A estratégia deu resultado, vencendo o rali e revalidando o título para os Açores. Pedro Meireles fez uma prova consistente, sempre à espreita de uma oportunidade. Somou uma vitória numa especial, e sagrou-se vice-campeão nacional de ralis. A fechar com chave de ouro uma época brilhante, Adruzilo Lopes rubricou o melhor tempo na Power Stage, somando os pontos de bónus, e levou o Subaru Impreza ao lugar mais baixo do pódio (e vitória na Produção). A experiência de Carlos Martins com o Peugeot 207 S2000 da Delta foi positiva, e num um furo na quinta especial, o tirou a quarta posição, que era sua por direito. Apesar do abandono com problemas mecânicos no Mitsubishi Lancer EVO IX, Miguel Barbosa conquistou a Produção, ao recolher os pontos conquistados no Rali de Portugal, na Taça de Ouro de Ralis.

Antes do rali começar, João Barros conquistou o título do CPR2, devido à ausência do Ricardo Marques, e optou por participar com o Fiesta R5 como carro zero. As atenções viraram-se para Diogo Gago que dominou nas duas rodas motrizes, somando tempos muito rápidos e acabando no quinto lugar com o Peugeot 208 R2. Boa exibição para Paulo Neto, que foi segundo classificado das duas rodas motrizes, conquistando ainda mais três pontos na última especial. Joaquim Bernardes no Renault Clio R3 foi muito regular e acabou na terceira posição da categoria, na frente de Armindo Neves com Peugeot 207 RC.

Primeira vitória no Open para Leone
Estreando o Mitsubishi Lancer EVO VI da EVO CUP, Ricardo Teodósio imprimiu um ritmo diabólico, registando mesmo um 2º tempo à geral em Monchique. Mas viria a desistir na ligação para o Parque de Assistências com a caixa partida. A liderança passou para Pedro Leone que no Ford Escort Cosworth, que efetuou uma das suas melhores exibições, ainda com um furo pelo meio. Márcio Marreiros, que já tinha vencido o regional sul, acabou a 25,9 segundos de Leone, na 8ª posição da geral conjunta.

Nas duas rodas motrizes, Paulo Santos estreou da melhor forma o Citroen Saxo, e obteve uma vitória categórica, na frente de Gil Antunes que carimbou o título de campeão de Open 2Rodas Motrizes, e venceu o Desafio Modelstand. A terceira posição foi para João Ruivo, que andou próximo de Gil Antunes, mas teve um percalço na última especial.
Foi colocado um ponto final nos principais campeonatos nacionais, que terminaram em grande com um rali memorável.


Regional Sul: Marreiros vence e lidera campeonato
A equipa Márcio Marreiros e Rui Serra em Mitsubishi Lancer EVO VI foram os vencedores entre o regional sul. Tripulando o Mitsubishi Lancer EVO VI efetuaram uma prova consistente, e somaram importantes pontos que o coloca na liderança do Regional Sul. Ricardo Teodósio foi o mais rápido nos cinco troços que compunham a competição, mas abandonou na última ligação. Andando na parte de trás do pelotão Ruben Tabaio e Luís Nunes travaram uma animada luta, e acabaram no pódio separados por 13,4 segundos. Paulo Santos em estreia do Citroen Saxo tem uma prova consistente, e ampliou a vantagem no campeonato, permitindo entrar para a última prova mais folgado. Com alguns problemas de caixa, Marco Ferreira acabou no segundo lugar das 2RM, a mais de 2 minutos do vencedor. De registar os abandonos de José Coelho e José Martins que comprometem as aspirações no título.

foto Nuno Pimenta

Leia Mais

quarta-feira, novembro 6

Bernardo Sousa quer vencer tudo

Não tendo conseguido resolver as contas do título a seu favor no Rali de Mortágua, Bernardo Sousa estará à partida do Rali Casinos do Algarve com o objetivo claro de somar o número máximo de pontos possível e assim alcançar o seu segundo título de Campeão de Portugal de Ralis.

Como te preparas-te para este Rali Casinos do Algarve?
A preparação para esta prova foi essencialmente feita no Rali de Antibes. De resto, até ao Rali do Algarve não fizemos nem iremos fazer mais nada. O que tenho feito tem sido trabalho físico.

Quais são os teus objetivos?
Os objetivos são claros e ainda são os mesmos: vencer, e vencer a Power Stage!!! Nada mais me serve para chegar ao título por isso esse é o objetivo.

Qual a estratégia para atingires esse objetivo?
Estratégia não há, ate porque eu quero ganhar e o segundo classificado também...por isso ambos vamos andar depressa se quisermos ganhar.

Qual a principal dificuldade que esperas encontrar?
A dificuldade pode ser apenas a chuva ou o nevoeiro. De resto é apenas mais uma prova exigente.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

Rali sem pressão para Pedro Meireles

Na sua época de estreia ao volante de um Skoda Fabia S2000, Pedro Meireles ainda não conseguiu atingir nenhuma vitória, mas a sua regularidade permite-lhe chegar ao Rali Casinos do Algarve ainda com chances reais de ser Campeão de Portugal, o que é francamente bom.

Como estás a preparar a presença no Rali Casinos do Algarve?
Da mesma forma que tenho preparado todos os outros, não fiz qualquer rali de preparação e apenas farei um pequeno shakedown já no Algarve.

Quais são os objetivos e qual a estratégia para o Rali Casinos do Algarve?
Os objetivos para o rali são essencialmente divertir-me e chegar ao fim, dado que não dependemos só de nós para a conquista do título. Vamos fazer um rali sem qualquer tipo de pressão, imprimindo um ritmo vivo e se no fim não conseguirmos trazer o titulo absoluto, o que se avizinha bastante difícil, ao menos que venhamos com o titulo do agrupamento de turismo/ Gr A, competição que lideramos.

Qual a maior dificuldade que tu achas que vais encontrar para atingires o teu objetivo?
Principalmente o facto de não dependermos só de nós e mesmo que vençamos isso pode não chegar para vencer o título. Portanto só um desaire dos nossos adversários permitira tal desiderato.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

Gil Antunes – “Garantir o título no COR 2 RM”

É já este próximo sábado que terá palco a última ronda do Campeonato Open de Ralis e do Desafio Modelstand, com a realização do Rallye Casinos do Algarve, prova em pisos de asfalto a cargo do Clube Automóvel do Algarve.

Depois da confirmação do título no Desafio Modelstand no Rali de Baião, a dupla de Sintra Gil Antunes e Carlos Ramiro centram-se agora na obtenção do título absoluto no Open de Ralis 2 Rodas Motrizes.

A equipa do Peugeot 206 Gti lidera no momento a competição e têm as contas do campeonato bastante a seu favor, mas não querem se descuidar e pretendem apostar numa prova bastante concentrados.

Para garantir o título, a dupla tem que garantir pelo menos um quinto lugar do campeonato, isto se o seu mais direto adversário conseguir garantir o triunfo na prova.

Como nos salienta o piloto de Aruil “Vamos fazer os possíveis para terminar a época em pleno, garantindo mais este título na qual estamos bem encaminhados. Partimos com a vantagem de ir sem tanta pressão quanto a resultados, mas vamos apostar numa prova onde queremos rodar o máximo concentrados, não errar e garantir aquilo que precisamos minimamente para conquistar o título. Além disso temos ainda o objetivo de garantir o título de navegadores ao Carlos Ramiro no Desafio Modelstand, que também seria um justo prémio para ele, pelo que no decorrer da prova vamos tentado conciliar estes dois objetivos.”

A prova com palco em Portimão e na Serra de Monchique irá receber pela primeira vez o Open de Ralis, sendo que esta será umas das provas mais extensas do Campeonato, pois partilha a mesma estrutura do Campeonato de Portugal de Ralis. No total serão aproximadamente 263 quilómetros entre os quais 102.80 disputados em contra relógio na tripla passagem pelas especiais de Chilrão e Foia e ainda as duas passagens por Monchique. O Pódio final está previsto para as 15h48 em Portimão.

publicado em doidosporrally

Leia Mais

Diogo Gago tem condições para vencer 2RM

Diogo Gago e Jorge Carvalho partem muito confiantes para o Rali Casinos do Algarve, última prova do Campeonato de Portugal de Ralis, na qual a dupla procura obter a vitória na competição reservada aos 2RM.

Depois do excelente resultado no Condroz, a dupla espera fechar também o Campeonato de Portugal de Ralis – 2RM da melhor forma, com o objectivo da dupla a passar claramente pela vitória entre as duas rodas motrizes.

A motivação acompanha-nos sempre, como comprova o que fizemos recentemente na última prova da 208 Rally Cup, mas claro que correr perto de casa tem sempre um sabor especial, pois temos ainda mais pessoas para nos apoiar. No ano passado ganhámos entre os concorrentes dos 2RM nesta prova na nossa estreia com o C2 R2 Max e este ano acredito que temos condições para voltar a fazê-lo”, começou por dizer Diogo Gago.

O piloto algarvio diz que vai “com o objectivo de fazer o melhor resultado possível. Nesta prova vamos estar com uma equipa (Inside Motor) nova para nós, mas que já conta com muita experiência e esperamos que possa ser uma mais valia para nos ajudar a chegar ao objectivo de vencer entre os concorrentes do CPR2”.

O Rali Casinos do Algarve terá este ano uma estrutura competitiva exactamente igual à da temporada transacta, com Diogo Gago a destacar que “um factor que pode influenciar muito o resultado da prova são as condições climatéricas, pois as mesmas costumam variar muito durante a prova. Ainda assim, este ano já passámos por situações muito diversas nesse aspecto na 208 Rally Cup e por isso estamos confiantes que estamos muito bem preparados para esta prova.”

O Rali Casinos do Algarve irá para a estrada no próximo sábado, sendo composto por oito provas especiais de classificação na região de Monchique, tendo o seu final prevista para pouco depois das 15h30 em Portimão.

publicado em Autosport

Leia Mais

terça-feira, novembro 5

Armindo Neves quer terminar época em beleza

O Rali Casinos do Algarve é a última prova do Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM (CPR2), estando a equipa AN Rally Sport preparada para terminar a temporada em bom nível, a exemplo das prestações nas provas anteriores.

“Se o Rali de Mortágua foi a melhor prova da temporada para nós, acreditamos que existem condições para fazer igualmente uma boa prestação no Algarve”, afirma Armindo Neves, acrescentando que “a fiabilidade do 207 tem permitido fazer muitos quilómetros e por isso mesmo, temos agora um melhor conhecimento do carro e o nosso ritmo competitivo é bastante mais alto”.

Nesta prova as aspirações da equipa passam por “manter as posições atuais no campeonato, onde somos segundos na classificação de pilotos na categoria de 1600 a 2000cc do CPR2 e líderes na mesma categoria reservada aos navegadores”.

Bernardo Gusmão explica que “iremos fazer o rali dentro daquilo que são os nossos objectivos e será em função disso mesmo que iremos gerir a nossa prova. Como sempre queremos dignificar ao máximo os nossos patrocinadores, numa época onde estivemos presentes em mais provas do que aquilo que prevíamos inicialmente e onde fizemos a nossa estreia internacional no Rali de Ferrol, estando nesta altura numa posição muito interessante no campeonato, com uma viatura que claramente não está tão evoluída como algumas da nossa classe, pelo que só podemos estar bastante satisfeitos com o balanço deste ano”.

Numa altura em que se espera pelos regulamentos para 2014, a equipa AN Rally Sport tem como objectivo “ voltar a estar presente no CPR2, pelo que estamos já a falar com os nossos patrocinadores no sentido de programar a próxima época. Para já o momento é de concluir a temporada 2013 da melhor maneira possível, não esquecendo de agradecer a todos os nossos parceiros, à nossa equipa técnica e a todos os adeptos que nos continuam a apoiar”, conclui o piloto.

Fonte: AN RallySport

Leia Mais

segunda-feira, novembro 4

Paulo Neto quer terminar no pódio

Termina no próximo fim-de-semana a temporada 2013 do Campeonato de Portugal de Ralis 2L/2RM, com a realização do Rali Casinos do Algarve, onde a Paulo Neto Sport estará presente.

Após o excelente resultado do Rali de Mortágua, Paulo Neto quer agora aproveitar o balanço e terminar a temporada de 2013 com um bom resultado, explicando que "temos uma motivação especial por estarmos presentes nesta prova. Não só porque estão em discussão os dois títulos nacionais, no CPR e no CPR2, como apresenta uma excelente lista de inscritos, como foi uma prova na qual em 2012 terminamos no 2º lugar da geral absoluto. Motivados que estamos pelo resultado em Mortágua só nos resta também fazer uma boa prova aqui no Algarve".

Quanto à prova em si, Paulo Neto diz que "é um rali que é igual a 2012. Os troços são estreitos em algumas zonas, com zonas rápidas e que se apresentam por vezes húmidos. Espero que a chuva não apareça, pois irá estragar um pouco o espetáculo que está previsto para os troços de Monchique".

Uma das novidades da equipa para o Rali Casinos do Algarve é a presença de Nuno Rodrigues da Silva, um navegador com muita experiência que será por certo "muito importante para mim. Será uma oportunidade de evoluir nas notas e no andamento, num rali em que temos claramente como objetivo terminar no pódio entre os concorrentes do CPR2. Penso que temos condições para fazer um bom rali e obter um bom resultado".

publicado em RalisOnline

Leia Mais

Inside Motor quer o pódio no CPR2

Diogo Gago ao volante do Peugeot 208 R2 da Inside Motor, quer terminar no pódio do CPR2 o Rali Casinos do Algarve

Depois da magnífica prestação da Inside Motor no Rali de Mortágua e também do jovem piloto Diogo Gago, o Rali Casinos do Algarve vai permitir à equipa manter-se na senda dos bons resultados.

Estou muito motivado para correr pela Inside Motor. Mostrou recentemente que é uma equipa organizada, bem estruturada e que sabe o que pretende, pelo que quero dar o meu melhor, ainda por cima num rali em que mais próximo de casa estou e que, por isso, vou ter ainda mais apoio de amigos e familiares”, afirma Diogo Gago, que nesta prova será acompanhado por Jorge Carvalho, dizendo que o objetivo “passa por lutar pelo pódio no CPR2 e ao mesmo tempo terminar o mais acima possível na tabela classificativa. Conheço o carro, conheço bem o terreno e os troços, pelo que estou confiante para fazer uma grande prova”.

No Rali Casinos do Algarve, o segundo carro da equipa, o Citroen Xsara VTS, será conduzido por Vitor Calisto / António Cirne. “Vamos encerrar a temporada no Algarve, num rali que gostamos muito e que nos traz excelente recordações. O nosso objectivo passa por terminar e por estar muito atento ao trabalho que o Diogo Gago vai desenvolver para a Inside Motor e que será muito importante na preparação de 2014”, conclui Vitor Calisto.


Motivado pelo excelente resultado no Rally du Condroz do passado fim-de-semana, onde foi 2º classificado no 208 Rally Cup, Diogo Gago regressa já ao volante no dia 8 de novembro, neste caso do Peugeot 208 R2 Inside Motor, num teste que servirá para o piloto confirmar todos os acertos do carro e preparar-se para o Rali Casinos do Algarve.

Fonte: SportPress09

Leia Mais

ARC Sport em busca de mais um título

Este ano o título absoluto do Campeonato de Portugal de Ralis decide-se na prova do Clube Automóvel do Algarve. Ricardo Moura e António Costa procuram o 3º título consecutivo, contando para este ano com um Skoda Fabia S2000 preparado nas oficinas da ARC Sport.

Adruzilo Lopes e Vasco Ferreira, regressados ao volante do Subaru Impreza de grupo N, conseguiram assinar esta época três provas fantásticas, pretendendo também fazer um Rallye do Algarve bastante positivo. Entre as duas rodas motrizes, Joaquim Bernardes e Pinho de Almeida, desejam levar o Renault Clio R3 ao título dos 2 litros.

A derradeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, revela-se portanto, vital para as aspirações da ARC Sport e dos campeões nacionais em título.

Trabalhámos todos no sentido de chegar ao Algarve sem ter deixado nada ao acaso. Toda a equipa prestou especial atenção a todos os pormenores, para que possa estar de consciência tranquila, e conseguir vencer este grande desafio que se avizinha. O nosso propósito é a revalidação do título, e isso passa pela habitual entrega de todos os elementos da equipa, para que seja possível dar aos Açores e aos nossos patrocinadores mais uma grande alegria”, afirmou Ricardo Moura, bicampeão de Portugal de ralis.

Adruzilo Lopes está imparável. Esta época participou em três provas e obteve três excelentes resultados. Com um carro do agrupamento de produção, o carismático piloto pretende fazer mais um rali do mesmo nível.

Este é um rali que gosto bastante, embora não se ajuste muito às características do Subaru. É mais uma prova, a última da época, onde se vai decidir o título nacional absoluto. Gostava de fazer um rali ao nível dos anteriores, mas não queria influenciar a luta pelo título, que se deverá decidir apenas entre os dois candidatos”, disse Adruzilo Lopes.

Entre os automóveis de duas rodas motrizes, Joaquim Bernardes quer conquistar a título na categoria dos 2 litros e classificar-se o melhor possível à geral. Para o piloto, o Rallye Casinos do Algarve é uma estreia absoluta.

Vamos ver se esta prova corre melhor que a anterior, que foi demasiado curta. A nossa intenção é conquistar o título dos dois litros e o terceiro lugar absoluto nas duas rodas motrizes, mas para isso teremos de fazer um rali com mais cabeça. Para mim esta é uma prova completamente nova, ao contrário dos meus adversários. No fundo estamos bastante confiantes para este desafio”, concluiu Joaquim Bernardes.

Para a ARC Sport, o último desafio do ano é encarado com o mesmo e elevado grau de responsabilidade que caracteriza a equipa de Aguiar da Beira.

Estamos a preparar a prova algarvia com todos os detalhes, para que a ARC Sport possa proporcionar a todos os pilotos as condições necessárias, para que possam alcançar os seus objectivos com todo o sucesso. Estamos bastante confiantes!”, declarou Augusto Ramiro.

O Rallye Casinos do Algarve disputa-se no próximo sábado, dia 9 de novembro, contando com oito provas especiais de classificação disputadas nos troços de Chilrão, Fóia e Monchique.

Fonte Albano Loureiro (texto e fotos)

Leia Mais

Ruivo com o título do Open na mira

O Desafio Modelstand vai terminar com a realização do Rali Casinos do Algarve, prova onde João Ruivo e João Peixoto querem lutar pela vitória, não só na competição com os Peugeot 206 GTI, mas também no campeonato open de carros de duas rodas motrizes (2RM).

Nesta prova, na estrada no dia 9 de Novembro, a dupla de Famalicão, depois de vencer a última jornada, procura concluir a época da melhor maneira possível, visto ser ainda possível ser segunda no Desafio Modelstand e lutar pelo título nacional na competição 2RM, embora o primeiro objetivo esteja mais ao alcance que o segundo.

Depois de três provas em pisos de terra, agora serão os troços de asfalto da prova algarvia a ditar a sua lei e João Ruivo sabe disso, apesar de ter estado presente apenas uma vez há sete anos atrás: "Temos neste momento a estratégia delineada e esta passa por entrar ao ataque. Apenas tivemos presentes nesta prova uma vez em 2006, com a equipa oficial da Fiat, mas lembro-me dos troços um pouco traiçoeiros, mas que eu gostava. Se tiverem molhados as coisas ainda ficam mais complicadas", adianta João Ruivo que não esconde que a ideia passa por: "Vencer, embora temos que adotar uma toada cautelosa, pois o segundo lugar do Desafio está ao nosso alcance, apesar de sermos terceiros classificados nesta altura. As contas estão mais a nosso favor, mas há outro objetivo, pois ainda podemos ser campeões das duas rodas motrizes do Open. Não dependemos apenas de nós, e temos que esperar que o primeiro classificado tenha uma má classificação, mas vamos lutar até ao final".

Depois de três provas em pisos de terra, tudo vai terminar em pisos de asfalto, com João Ruivo a considerar que pode ser uma prova: "Muito interessante, pois estamos todos com ritmo em pisos de terra. Por nossa parte, ainda vamos fazer dois testes antes do rali e fizemos uma revisão geral ao carro. Estamos moralizados e queremos conquistar o melhor lugar para se abrirem portas para a próxima época," concluiu o piloto apoiado pelo Crédito Agrícola, Cepsa Guimarães, Nova Óptica, Heads Motorsport e OMP.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

Pedro Leone e Bruno Ramos fecham temporada no Rali Casinos do Algarve

É já no próximo dia 9 de Novembro que se disputa a última prova do Campeonato Open de Ralis, com a realização do Rali Casinos do Algarve, juntamente com o CPR e o CRRS.

O Rali Casinos do Algarve, será composto por 8 troços num total de 102,08 kms sendo a prova igual à realizada em 2012. Pedro Leone e Bruno Ramos terminam a temporada de 2013 partindo com o nº 23, na porta do Ford Escort RS Cosworth, num total de 45 equipas inscritas na prova.

A dupla da Racing Team by Expofor quer terminar a temporada de 2013 de forma positiva, por isso a motivação para este Rali é grande. O piloto, Pedro Leone comenta: “Vamos encerrar esta época no Rali Casinos do Algarve, prova que gostamos muito e que nos traz boas recordações. Sinto-me bastante motivado e quero dar o meu melhor. O Escort está bem e recomenda-se, conheço os troços, por isso temos como principal objectivo terminar a prova, de preferência com uma boa prestação e se possível algum espectáculo…esteja a estrelinha também do nosso lado para que tudo corra de acordo com a nossa expectativa.” Já o seu navegador, Bruno Ramos afirma: “ Esta é uma prova que a maioria das vezes nos tem corrido bem, e é muito importante para nós terminar bem esta última prova da temporada, por isso tudo vamos fazer para que tal aconteça!”.

Na passada temporada de 2012, a dupla da Racing Team by Expofor, terminaram o Rali Casinos do Algarve em 3º lugar na prova que disputavam, a Taça de Portugal de Ralis.

Fonte: Dora do Rosário / Foto João Lavadinho

Leia Mais

Diogo Gago segundo em Condroz

Diogo Gago e Jorge Carvalho realizaram uma prova fantástica no Rally du Condroz, terminando a prova belga no segundo posto da 208 Rally Cup (Francês), conquistando ainda a vitória entre os Júniores na mesma competição.

O Rally du Condroz marcou a última jornada da dupla Diogo Gago/Jorge Carvalho além fronteiras na presente temporada, numa ronda que como já é habitual, ficou marcada por muita chuva e por condições de piso muito exigentes.

Numa prova onde é muito fácil cometer erros, a dupla portuguesa entrou bem cedo com um ritmo forte, chegando mesmo a liderar o troféu francês durante o segundo dia do Rally du Condroz.

Diogo Gago e Jorge Carvalho estavam a realizar uma prova de grande nível e o pódio final entre os participantes da competição francesa estavam muito bem encaminhado, uma vez que a diferença para a concorrência cresceu no decorrer do segundo dia de competição.

Com as condições do piso a mostrarem-se cada vez mais difíceis, a dupla que conta com os apoios de QF-Lda, Axa Seguros e Automóvel Clube de Portugal optou por não correr riscos desnecessários, terminando a prova no segundo posto entre os habituais participantes da 208 Rally Cup, assegurando assim o quinto posto final no troféu.

Estamos muito felizes com este resultado, que acabou por significar um final de temporada internacional ao mais alto nível. A prova em si era muito difícil, pois com a chuva os troços estavam muito molhados e sujos, não permitindo erros. Entrámos muito bem no rali e como os troços eram novos para os concorrentes do troféu, o equilíbrio de forças foi agora outro, permitindo-nos mesmo ascender á liderança durante a etapa de sábado”, começou por dizer Diogo Gago.

Este domingo, as especiais estavam ainda mais traiçoeiras e não quisemos correr riscos, pelo que terminámos em segundo entre os concorrentes inscritos para o troféu francês. Com este resultado, terminamos a 208 Rally Cup no quinto posto, numa experiência que só posso considerar como muito positiva. No primeiro ano a correr além-fronteiras, naquele que é considerado por muitos como o troféu monomarca mais competitivo da Europa, lutamos pelas vitórias em especiais, passamos pela liderança numa prova e conseguimos terminar a época com um pódio. A aposta não poderia ter sido mais acertada e nesta hora, tenho que deixar uma palavra de grande agradecimento aos nossos patrocinadores e aos nossos amigos, que estiveram ao nosso lado em todos os momentos e a quem queremos dedicar este resultado, assim como á nossa equipa, a Pit Stop France, que voltou a dar-nos um carro competitivo e nas melhores condições para podermos conseguir este resultado”, concluiu o jovem piloto algarvio, que desta forma concluiu a 208 Rally Cup num muito positivo quinto posto final.

No próximo fim-de-semana Diogo Gago e Jorge Carvalho estarão de novo em acção, desta feita no Rali Casinos do Algarve, última prova do Campeonato de Portugal de Ralis.

publicado em Supermotores

Leia Mais

quarta-feira, outubro 30

Guia e Mapa do Rallye Casinos do Algarve 2013

Para um acompanhamento eficaz do Rallye Casinos do Algarve 2013, a comissão organizadora propõe uma série de recursos online para não perder nada sobre a prova algarvia:

Foi criado um site exclusivo para a prova algarvia. Esta página fornece um conjunto de informações indispensáveis ao acompanhamento eficaz do rali, com notícias, documentação, mapas interativos com zonas de público, tempos online e acesso às redes sociais, com as últimas informações. Pode ser acedida diretamente com recurso aos telemóveis (smartphones ou iphones) através de um código de barras que armazena o endereço da página.
Pode ser consultado online aqui:
http://clubeautomovelalgarve.pt/docs/Alg13/1/index.html

Uma das principais novidades é o Mapa interativo feito com recurso às ferramentas disponíveis no Google Maps. Para além de poder consultar as especiais, existe um conjunto de zonas de público (cada um tem uma ligação direta, para fácil consulta) propostas no mapa, em alguns pontos até é possivel utilizar o Street View para uma perspetiva local.
Pode ser consultado online aqui:
http://clubeautomovelalgarve.pt/docs/Alg13/1/map.html

Está disponível o GUIA DO RALI onde se encontra os principais dados da prova que encerra os principais campeonatos de ralis. Trata-se de um ficheiro Portable Document Format (pdf), que pode ser armazenado no computador pessoal, ou usado para impressão, mas que apresenta um conjunto de hiperligações que facilita a navegação na página. Para tal basta clicar nas ligações disponíveis no Índice ou no final dos respetivos capitulos.
Pode ser consultado online aqui:
http://clubeautomovelalgarve.pt/docs/GuiaCasinos13.pdf

O Clube Automóvel do Algarve, também quer aproveitar o uso das redes sociais, Twitter e Facebook, para efetuar a cobertura do Rallye Casinos do Algarve 2013. Nos dias antecedentes estarão disponíveis um conjunto de informações, dados, mapas, vídeos e imagens úteis. Para os dias de competição, serão feitas atualizações constantes sobre o seu desenrolar.

Para aceder aos conteúdos do rali, siga as seguintes hiperligações :
CONTA Oficial Facebook: www.facebook.com/clubeautomovelalgarve
PÁGINA Clube Automóvel do Algarve: www.facebook.com/CAAlgarve
CONTA Oficial Twitter: http://twitter.com/caalgarve

Leia Mais

Gago encerra temporada internacional no Condroz

Depois de marcarem pontos importantes no Rallye de Antibes, Diogo Gago e Jorge Carvalho estão agora de partida para o Rally du Condroz, última prova pontuável para a 208 Rally cup.

A prova que é disputada em solo belga é uma das referências no que as ralis europeus de asfalto diz respeito, não só por ser muito participada, mas por também apresentar habitualmente um grande desafio aos concorrentes, pois os troços de asfalto da região de Liége encontram-se tradicionalmente muito sujos.

Em jeito de antevisão á prova, o jovem piloto algarvio apoiado pela QF-Lda, Axa Seguros e Automóvel Clube de Portugal diz que espera “encontrar uma prova bastante difícil, pois nesta altura do ano as condições climatéricas na região são significado de chuva, que com os vários cortes nos troços, deixa-os muito sujos e traiçoeiros, o que acaba por ser também um handicap para os estreantes na prova, como é o nosso caso. Por isso, o nosso objectivo passa muito claramente por fazer uma prova sem problemas, somar pontos e terminar a 208 Rally Cup um pouco mais acima na classificação”.

Segundo Diogo Gago, “por aquilo que já vimos dos videos das edições anteriores, os pilotos locais ou os que já fizeram a prova tem uma grande vantagem face aos estreantes, pois o conhecimento dos troços é fundamental, até na própria escolha de pneus que irá assumir uma vez mais grande importância no resultado final.

O Rally du Condroz vai para a estrada na próxima sexta-feira com a realização de um shakedown e de uma super especial, para no sábado e domingo se disputarem mais vinte seis provas especiais de classificação, com a prova a ter o seu final previsto para as 17 horas de domingo, depois de trezentos quilómetros contra o cronómetro.

publicado em Supermotores

Leia Mais

segunda-feira, outubro 28

Gago no Algarve com a Inside Motor

Depois da marcante estreia do Peugeot 208 R2 da Inside Motor no Rali de Mortágua, a equipa volta a marcar presença com este carro no Rali Casinos do Algarve, derradeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, que se realiza dia 9 de novembro, mas agora com a mais jovem promessa dos ralis portugueses, o algarvio Diogo Gago.

"Com a impossibilidade do Bruno Magalhães estar presente no Rali do Algarve, ficando dessa forma o Peugeot 208 disponível, chegamos a um acordo para o Diogo Gago estar presente no Rali Casinos do Algarve. Estamos muito satisfeitos por ter na nossa equipa este promissor e rápido piloto, que nos permitirá continuar a evoluir a equipa com vista à temporada de 2014", afirma Vitor Calisto, sócio da Inside Motor, não deixando passar a oportunidade de "agradecer publicamente ao Bruno Magalhães a disponibilidade que teve. O seu profissionalismo e a sua experiência em ralis foram muito importantes, nesta fase da Inside Motor, pelos ensinamentos que nos trouxe".

Para Joaquim Batalha, responsável técnico e sócio da Inside Motor, a presença de Diogo Gago na equipa "colocará novos desafios. O Peugeot 208 R2 utilizará uma outra marca de pneus e os acertos também serão diferentes. Será sem dúvida uma oportunidade para conhecermos ainda mais o carro, e poder contar com a rapidez do Diogo Gago é sempre uma mais-valia".

Em breve a Inside Motor dará mais pormenores sobre esta participação no Rali Casinos do Algarve, já que está prevista também uma sessão de testes antes da prova.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

domingo, outubro 27

João Correia terceiro no Rallyesprint Villa de Feria

Os algarvios João Correia e Ricardo Barreto estiveram este sábado presentes no XI Rallyesprint Villa de Feria, onde obtiveram um muito positivo terceiro posto final, naquela que foi a sua primeira prova além-fronteiras.

A convite de Félix Rodrigues (presença habitual nas provas do Regional Sul de Ralis), a dupla deslocou-se até território espanhol, onde fez a sua estreia com um Mitsubishi Lancer Evo IX alugado à equipas Ados Sport.

E conversa com o navegador Ricardo Barreto, “o rali correu bem. Tinha dois troços distintos. Um muito estreito e técnico, enquanto o outro era muito rápido, com a velocidade média a chegar aos 110 km/h. Entrámos cautelosos porque não conhecíamos o carro e tinha chovido no dia anterior, o que deixou o piso bastante húmido. Com o desenrolar do rali fomos ganhando confiança e aumentando o nosso ritmo, dando também algum espectáculo, vindo a terminar no terceiro posto da geral e segundo do Gr. N”.

Segundo foi ainda possível apurar, a dupla poderá marcar presença no Rali Casinos do Algarve com a mesma viatura.

publicado em Supermotores

Leia Mais

quinta-feira, outubro 24

Carlos Martins de Peugeot 207 S2000 no Algarve

Carlos Martins vai alinhar num Peugeot 207 S2000 no Rali Casinos do Algarve. O campeão do Open alugou um carro à estrutura italiana da Delta e deverá disputar a prova que decidirá o título do Campeonato de Portugal de Ralis, prometendo ser um dos protagonistas, apontando para o pódio.

Conforme explicou, “a ideia é fazer uma experiência para ver como me adapto a este tipo de carros e, sem pressão, tentar andar depressa. Mas a ideia não é evoluir para um S2000 ou R5 em 2014, onde vou participar no CPR com um Mitsubishi Lancer R4. Não parto com nenhum objectivo que não seja rodar e fazer quilómetros mas, num rali em que ganhei o ano passado e sentindo-me à vontade naqueles troços, acho que posso andar depressa”.

O primeiro e único contato do piloto com o 207 S2000 antes da prova acontecerá dois dias antes da prova, num teste que está previsto possa ter 75 km.

Com esta presença, o piloto de Beja vai abdicar da participação no rali integrado no Regional Sul e onde poderá ter ainda hipóteses de ser campeão na prova seguinte e que encerra o campeonato, o Rali Vila de Ourique.

publicado em Autosport

Leia Mais

domingo, outubro 13

Antibes: Sousa segundo, Gago pontua

Terminou na tarde deste domingo a 48ª edição do Rallye Antibes Côte d’Azur, prova que contou com a presença das duplas nacionais, Bernardo Sousa/Hugo Magalhães e Diogo Gago/Jorge Carvalho.

A prova que tem por base a Côte d’Azur e que utiliza alguns dos troços do Rally de Monte Carlo iniciou-se no sábado, com Bernardo Sousa a cedo se assumir como um dos candidatos ao pódio, apesar da forte oposição do experiente Boetti, que a correr em casa parecia levar vantagem na luta dos S2000.
O francês que conta já com cerca de três dezenas de participação na prova, acabou por perder um seguro segundo lugar do pódio, quando na primeira especial deste domingo, protagonizou um violento acidente já depois do final da especial, abalroando mesmo uma carrinha de comissários no stop dessa especial, por alegadamente ter reconhecido a especial como se esta terminasse mais para a frente.

Sousa e Magalhães aproveitaram da melhor forma este incidente, subindo ao segundo posto e acabando mesmo por inscrever os seus nomes na lista de vencedores de especiais na prova, que serviu para que a dupla ganhasse ainda mais ritmo para o Rali Casinos do Algarve, deixando sempre boa sensação nas passagens efectuadas nas especiais de Antibes.

Já Diogo Gago e Jorge Carvalho tiveram uma prova diferente, com a dupla inscrita na 208 Rally Cup a pagar logo muito caro uma errada escolha de pneus (são limitados em quantidade de tipo de borracha), acabando por ver os mesmos perder eficácia muito cedo. Aliado ao total desconhecimento do terreno (ao invés da totalidade dos pilotos presentes na 208), a dupla portuguesa não foi além do nono posto, que ainda assim lhe permite assegurar importantes pontos, uma vez que duas duplas não marcam pontos na competição.

Para finalizar, destacar a vitória de Julien Maurin e a conquista do título francês de Ralis, assim como para o elevadíssimo nível competitivo das várias duplas presentes na prova, que comprova bem o porquê de os últimos Campeões Mundiais virem…de França!

publicado em Supermotores

Leia Mais

quarta-feira, outubro 9

Diogo Gago procura top-5 em Antibes

Diogo Gago e Jorge Carvalho partem para o Rallye de Antibes com o objectivo claro de demonstrar bom andamento com o 208 R2 da Pit Stop, sendo que um lugar nos cinco primeiros da 208 Rally Cup se afigura como o alvo da dupla portuguesa.

Depois do excelente andamento demonstrado recentemente no Rali de Mortágua, onde foi claramente líder dos R2 e do CPR2, Diogo Gago procura obter bom resultado numa das mais carismáticas provas do Campeonato Francês de Ralis.

Nesta prova Diogo Gago conta com uma novidade, que é a presença a seu lado de Jorge Carvalho, filho do seu anterior navegador e que se viu obrigado a abandonar o projecto com o jovem algarvio devido a motivos profissionais.

Sobre essa novidade, Diogo Gago assegurou Jorge Carvalho é um navegador que conhece “muito bem, pois o Jorge sempre esteve comigo desde o começo do meu projecto nos ralis e sempre foi um apoio muito importante. Estou convicto que com a sua experiência, continuarei a evoluir como piloto e estou seguro que faremos uma grande dupla.

Já quanto a esta prova, o jovem piloto algarvio que conta com os apoios de Axa Seguros, Automóvel Clube de Portugal e QF-Lda dizia-nos que este “Rally de Antibes tem a particularidade de passar em alguns troços do mítico Rally de Monte Carlo, o que acaba por ser uma motivação extra para nós, mas igualmente uma grande responsabilidade, pois são troços muito técnicos e onde o conhecimento do terreno terá certamente um factor decisivo no resultado final”.

Quanto a objectivos, Diogo Gago diz que “o objectivo passa por lutar por um lugar nos cinco primeiros da 208 Rally Cup. Já demonstrámos que neste ano de estreia podemos andar a lutar pelas primeiras posições e é isso que vamos fazer neste rali, onde vamos procurar ter um andamento consistente e igualmente rápido”.

O Rallye de Antibes Côte D’Azur vai para a estrada nos dias 12 e 13 de Outubro, contando com 212 quilómetros competitivos, divididos por doze provas especiais de classificação, onde se destaca a dupla passagem pelo Col du Turini.

publicado em Supermotores

Leia Mais

domingo, outubro 6

Bernardo Sousa no Rallye de Antibes

Para além de Diogo Gago e Jorge Carvalho que estarão á partida de mais uma ronda da 208 Rally Cup, também o madeirense Bernardo Sousa estará á partida do Rallye de Antibes.

Depois da saída da violenta saída de estrada no Rali de Mortágua e ainda com tudo por decidir no Casinos do Algarve, o madeirense fará o seu regresso aos comandos de um Ford Fiesta S2000, numa prova que servirá certamente para voltar a readquirir alguma confiança que

Foto - João Lavadinho
Foto – João Lavadinho
tenha perdido com o sucedido em Mortágua, mas também para preparar o Casinos do Algarve, ainda que estejamos a falar de provas com tipos de traçado bem diferentes.

Bernardo Sousa e Hugo Magalhães partem com o número #3 nas portas do Fiesta S2000, enquanto Diogo Gago e Jorge Carvalho partem com o #26 no Peugeot 208 R2 da Pit Stop France.

O Rallye de Antibes tem lugar nos dias 11, 12 e 13 de Outubro, contemplando mesmo dupla passagem pelo Col du Turini.

publicado em Supermotores

Leia Mais

quinta-feira, outubro 3

Rallye Casinos do Algarve decide campeonato

As serras de Monchique recebem a derradeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis. Com o título por atribuir, três pilotos chegam ao Algarve com vontade de alcançar o ceptro e prometem emoção desde o primeiro até ao último troço.

Dias 8 e 9 de Novembro, vai para a estrada a edição 42 da prova algarvia, que ficará na história por decidir o campeão absoluto 2013. Num duelo insular, Ricardo Moura e Bernardo Sousa entram para o Rallye Casinos do Algarve e dependem de si próprios para sagrarem campeões. Separados por 8 pontos, a vantagem vai para o açoriano que tripula o Skoda Fabia S2000, no entanto, o madeirense que tem três vitórias no CPR, terá que ser o melhor na estrada e na Power Stage para reconquistar o desejado título. À espreita de um desaire dos principais adversários, Pedro Meireles prometer estar na hora certa, no local certo, num rali que conhece e venceu em 2011, para o CPR.
Os motivos de interesse da prova estendem-se à atribuição do título de CPR2, e do Agrupamento de Produção, sem esquecer a participação de outsiders que podem baralhar as contas. Destaque particular para a especial da Fóia, que pelas suas características, tem sido marcante na aferição dos vencedores, e é a Power Stage que decidirá a atribuição dos pontos de bonificação.
Pela primeira vez, o rali conta com a presença do pelotão do Open, que efetuará o mesmo percurso do CPR, e permite a inédita comparação entre os campeonatos. Nas duas últimas temporadas, integrados na Taça de Portugal, Ricardo Teodósio e Carlos Martins foram os mais rápidos e marcaram no nome na prova algarvia.
Também os intervenientes do regional sul vão desfilar nas serras algarvias. A quinta prova do CRRS tem na liderança das 4 rodas motrizes, Carlos Martins, que já conquistou o título Open e Regional Centro, e nas 2 Rodas Motrizes é Paulo Santos quem irá partir na frente.
O rali também é elegível para o Campeonato Júnior, Taça Nacional de Clássicos, Desafio Modelstand e Troféu “Fastbravo”.
Mantendo a estrutura de um rali compacto, o rali estará sedeado no Hotel Algarve Casino, na Praia da Rocha em Portimão, embora a vertente competitiva seja nas estradas da serra de Monchique.
Para um acompanhamento personalizado do rali, foi criado um síte exclusivo para a prova algarvia. Esta página fornece um conjunto de informações indispensáveis ao acompanhamento eficaz do rali, com notícias, documentação, mapas, zonas de público, tempos online e acesso às redes sociais.
Pode ser consultado aqui: http://clubeautomovelalgarve.pt/docs/Alg13/1/index.html

O Rali Casinos do Algarve tem o patrocínio da Solverde – Casinos do Algarve, da Câmara Municipal de Portimão e da Câmara Municipal de Monchique.

Leia Mais

terça-feira, outubro 1

Diogo Gago com novo Navegador

Após quatro anos de muitas vitórias, onde os destaques principais vão para as conquistas do Troféu Fastbravo em 2011 e as vitórias no Desafio Modelstand e na Categoria 1 do Open em 2012, Diogo Gago e Jorge Carvalho viram-se obrigados a terminar a sua ligação nos ralis.

Envolvido num novo desafio a nível profissional, Jorge Carvalho não poderá continuar a acompanhar Diogo Gago nas várias provas que o jovem piloto algarvio tem previstas até ao final da temporada, acabando por levar a que esta tão vitoriosa parceria seja agora terminada.

O Jorge Carvalho foi, e é uma pessoa marcante na minha carreira. Aprendi muito ao longo destes anos com a sua larga experiência e muito do que sou hoje como piloto, a ele o devo. A sua experiência e conhecimento foram vitais para a minha evolução como piloto e a nossa sintonia sempre foi total, como comprovam as muitas vitórias que fomos obtendo ao longo destes anos. Obviamente que estou triste por termos que terminar a nossa parceria, mas olhando para trás, só posso estar feliz por termos realizado em conjunto um percurso recheado de excelentes momentos e de grandes conquistas. Ao Jorge, só posso agradecer por tudo o que me transmitiu, pelos momentos fantásticos que partilhámos nas corridas e desejar-lhe as maiores felicidades para o seu novo desafio em termos profissionais”, contou-nos Diogo Gago.

Com uma temporada tão preenchida, Diogo Gago terá dentro de uma semana a sua próxima prova e como tal, o jovem algarvio teve que procurar um substituto.

A partir do Rallye de Antibes o meu novo navegador será o Jorge Carvalho (filho de Jorge Carvalho). Desde o início da minha carreira que o Jorge tem sido um grande apoio e tenho a certeza que não poderia ter encontrado melhor substituto. É alguém que conheço muito bem e é um navegador com um palmarés invejável, como confirma a sua passagem pelo Mundial de Ralis. Estou convicto que com a sua experiência, continuarei a evoluir como piloto e estou seguro que faremos uma grande dupla”, finalizou Diogo Gago.

A nova dupla fará equipa já no Rallye de Antibes, prova pontuável para a 208 Rally Cup e que terá lugar nos dias 11 e 12 de Outubro.

publicado em Supermotores

Leia Mais

sexta-feira, setembro 27

Rali de Portugal de 4 a 6 de Abril

Foi hoje apresentado no Conselho Mundial da FIA o calendário de 2014 do Mundial de Ralis. A estrutura da competição mantém-se idêntica à de 2013, não existindo grandes alterações na ordem das provas.

O Rali de Monte Carlo abre como habitualmente a temporada a 19 de janeiro, com a etapa portuguesa a ter lugar entre 4 e 6 de abril, uma semana antes da data deste ano.

As únicas mudanças relevantes surgem depois do Rali da Argentina, com a antecipação em duas semanas da prova de Itália em relação à desta época. O Rali da Sardenha antecede a única novidade do calendário, o Rali da Polónia. A prova do leste europeu passará em mais do que um país e substitui o mítico Rali da Acrópole, que abandona o WRC, competição em que estava presente, com poucas interrupções, desde 1973. De resto, tudo se mantém inalterado na ordem, com o campeonato a terminar a meio de novembro com o Rali da Grã-Bretanha.

Quanto ao Campeonato Europeu de Ralis, terá o seu calendário de 2014 confirmado apenas num Conselho Mundial posterior.

Calendário do WRC em 2014 *:
19 de janeiro Rali de Monte Carlo
09 de fevereiro Rali da Suécia
09 de março Rali do México
06 de abril Rali de Portugal
11 de maio Rali da Argentina
01 de junho Rali de Itália
29 de junho Rali da Polónia (passa em mais do que um país)
03 de agosto Rali da Finlândia
24 de agosto Rali da Alemanha
14 de setembro Rali da Austrália
05 de outubro Rali de França
26 de outubro Rali de Espanha
16 de novembro Rali da Grã-Bretanha

* As datas são do último dia de prova; os itinerários ainda estão sujeitos a confirmação

publicado em Autosport

Leia Mais

domingo, setembro 22

Diogo Gago liderou CPR2 na estreia do 208 R2

Diogo Gago e Jorge Carvalho voltaram a comprovar a sua competitividade, liderando o CPR2 enquanto estiveram em prova com o Peugeot 208 R2 da Pit Stop France.

O Rali de Mortágua marcou a estreia do Peugeot 208 R2 nos ralis em Portugal, com Diogo Gago e Jorge Carvalho a revelarem-se como os mais fortes nas duas rodas motrizes enquanto estiveram em prova.

Depois do segundo lugar na super especial a apenas um décimo de segundo dos mais rápidos no CPR2, Diogo Gago e Jorge Carvalho cedo assumiriam a liderança na especial seguinte, que marcou também a primeira vitória de um 208 R2 em especiais no campeonato de dois litros.

A dupla liderou o CPR2 até bem perto do final da quarta especial do rali, quando foram vítimas de uma saída de estrada, motivada por um pneu que descolou da jante. Diogo Gago e Jorge Gago ainda procuraram recolocar o carro na estrada, mas tal não possível e desistência foi inevitável, numa altura em que eram igualmente quartos da geral!

Quanto á sua prova, Diogo Gago que conta com os apoios de Berci, Axa Seguros, QF-lda, Pirelli, Britefil, Pedro Pinto Automóveis, Ray Just Energy Drink e Chaveca & Janeira e Mariscos Galvão, “este Rali de Mortágua começou bem para nós, pois logo na super especial mostrámos que podíamos lutar pela vitória no CPR2. No primeiro troço ‘a sério’, assumimos a liderança do CPR2 e demos á Peugeot a primeira vitória de um 208 R2 em especiais em Portugal. Estávamos a rodar rápido, mas com alguma segurança, até que bem perto do final da quarta especial, um pneu descolou da jante e levou-nos a sair de estrada”.

O jovem algarvio admite que “é obviamente desolador desistir quando estamos na liderança, mas há que realçar que na estreia do 208 R2 em Portugal, eramos os líderes da categoria e estávamos a efectuar tempos muitos bons á geral.

Para finalizar, Diogo Gago não deixou de “agradecer á Pit Stop France a disponibilidade de nos ceder o carro para esta prova, assim como todo o trabalho que tem vindo a ser efectuado, também em conjunto com os nossos patrocinadores, a quem gostaríamos de ter oferecido um grande resultado”.

Comunicado Sports Multimédia

Leia Mais

sábado, setembro 21

CPR: Ricardo Moura vence Rali de Mortágua

Ricardo Moura e António Costa levaram o Skoda Fabia S2000 á vitória no Rali de Mortágua, levando assim para a última prova do campeonato a decisão do título absoluto de ralis, que promete grande animação para o Rali Casinos do Algarve.

Depois da vitória na super especial de sexta-feira, Bernardo Sousa entrou como líder no “verdadeiro” dia de competição, mas o madeirense viria a ser protagonista de uma aparatosa saída de estrada com o Peugeot 207 S2000. O acidente ocorreu já nos últimos quilómetros da primeira especial e numa zona de sexta velocidade, com o carro francês a parar uma boa centena de metros após o local inicial da saída, que felizmente não resultou em consequências físicas para Bernardo Sousa e Hugo Magalhães.

Nessa altura Ricardo Moura ascenderia á liderança, acabando por dominar a prova até final, vindo a terminar com uma vantagem relativamente tranquila para Adruzilo Lopes, depois de vencer cinco das sete especiais que compuseram a prova. Lopes voltou a vencer a Produção com o Subaru Impreza, acabando mesmo por surpreender Pedro Meireles, que na quarta especial da prova acabou por perder segundos preciosos em virtude de um pião. Apesar do ataque do piloto vimaranense nas últimas três especiais, acabaria a pouco menos de três segundos do ex-Campeão Nacional.

João Barros e Jorge Henriques levaram o Renault Clio S2000 ao quarto posto final, somando nova vitória no CPR2, numa prova que começou com o domínio de Diogo Gago. O algarvio liderou a categoria até bem perto do final do quarto troço do rali, onde viria a protagonizar uma ligeira saída de estrada bem perto do final, que acabaria por o levar a desistir. O abandono de Gago acabou por promover Bruno Magalhães ao quinto posto final, vindo a ficar a cerca de minuto e meio de Barros.

Miguel Barbosa e Alberto Silva levaram o Lancer Evo IX ao sexto posto final, terminando seguidos de Paulo Neto e Paulo Fiúza, que fecharam o pódio do CPR2.

publicado em Supermotores

Leia Mais

quinta-feira, setembro 19

Página Rallye Casinos do Algarve 2013

Para um acompanhamento personalizado do Rally Casinos do Algarve 2013 foi criado um síte exclusivo para a prova algarvia.

Esta página fornece um conjunto de informações indespensáveis ao acompanhamento eficaz do rali, com notícias, documentação, mapas, zonas de público, tempos online e acesso às redes sociais, Twitter e Facebook com as últimas informações.

Pode ser acedida diretamente com recurso aos telemóveis (smartphones ou iphones) através de um código de barras que armazena o endereço da página. Para aceder à informação, o smartphone/i-phone deverá ter um programa de reconhecimento de código de barras. Existem alguns gratuitos como o NEOREADER ou QR DROID. Depois basta efetuar um reconhecimento com a câmara do telefone e abrir a página.

ABRA AQUI

Leia Mais

sábado, setembro 14

Carlos Martins vence e é campeão

O Rali Cidade Gondomar foi disputado debaixo de imenso calor e com o piso dos troços muito duro, facto que influenciou desportivamente esta prova. Mesmo assim, o maior destaque vai para a vitória e para o título nas quatro rodas motrizes do piloto Carlos Martins.

Recorrendo ao Lancer Evo VIII da Peres Competições, o piloto de Serpa fez uma prova fantástica. Deu espectáculo na Super-Especial, arriscou tudo nos primeiros troços de terra e geriu a vantagem na fase final. O plano para 2013 está cumprido com distinção.

No segundo lugar ficou o regressado Vitor Pascoal, num Lancer Evo habituado a bons resultados em Gondomar. Alguma falta de ritmo inicial, assumida pelo piloto, e o facto de não ter o acerto desejado no carro, não permitiu a Pascoal lutar pela vitória.

Luís Mota recorreu ao Evo IV para obter um pódio, que sabe a pouco. O piloto do Cartaxo esteve na luta pelo segundo lugar com Diogo Salvi (piloto que viria a desistir na fase final do rali depois de um toque que danificou uma roda), mas um furo na 6ª Pec fez Luís Mota perder um minuto e perder um segundo lugar quase certo.

O primeiro líder do rali, Nuno Cardoso, cedo ficou fora de prova devido a problemas de travões do Lancer Evo VII, quando prometia, até pelo tempo de passagem a meio do troço em que desistiu, que poderia andar na luta pela vitória.

Sempre num ritmo cauteloso, Fernando Teotónio, levou o seu EVO ao 4º lugar. O piloto não quis arriscar no pó, como optou por ir progredindo e evoluindo ao volante desde 4x4, o que lhe permite alcançar mais um excelente resultado.

A vitória nas duas rodas motrizes (e no Desafio Modelstand) foi para Gil Antunes. Afirmando ter feito um rali tranquilo, Antunes beneficiou do atraso de João Ruivo que viria a dar um toque e a furar que o atrasou na luta por essas duas competições.
O sexto lugar de Herculano Antas é um prémio para a evolução que o piloto tem feito este ano ao volante do Peugeot 206 GTi, conseguindo ficar na frente de Nuno Coelho e Sérgio Vaz.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

quarta-feira, setembro 11

Problema elétrico condicionou a equipa Carreira/Almeida

Problema elétrico condiciona a prova de Nuno Carreira e Fernando Almeida no Rali Flor do Alentejo – Cidade de Serpa 2013.

Desta feita, foi um problema elétrico a deitar por terra as aspirações da dupla do Opel Kadett GSI.
Logo na super-especial, que decorreu nas ruas de Serpa, no passado sábado à noite, o carro começou a falhar inexplicavelmente, o que condicionou o andamento da equipa, forçando-a a perder muito tempo na 1ª secção da prova. A equipa tentou solucionar o problema durante a assistência após a super-especial, mas o curto trajeto entre a zona de assistência e o parque fechado não permitiu certificar se a situação teria ficado solucionada ou não.
No domingo de manhã, e durante a ligação para a primeira prova especial do dia, o carro alternava o seu comportamento entre o “tudo ok”, em que todos os manómetros mostravam a informação correta, e, a seguir, inexplicavelmente, falhas no sistema. A equipa ainda conseguiu arrancar para a primeira especial, mas o carro viria a calar-se cerca de 800m. após o início da classificativa. Piloto e navegador tudo tentaram para colocar de novo o carro a trabalhar, infelizmente, sem sucesso.
Apesar da cuidada preparação mecânica do carro - a comprová-la está a fiabilidade de todos os principais órgãos mecânicos (motor, caixa de velocidades, etc.), foi um problema elétrico, de origem ainda desconhecida, a condicionar a prova da equipa, em Serpa.
A equipa gostaria ainda de, através deste comunicado, salientar dois pontos positivos da prova organizada pela Sociedade Artística Reguenguense. Por um lado a marcação do terreno para os reconhecimentos. Por outro, a presença de controladores a verificar o aperto dos cintos e dos capacetes foi uma novidade, que se saúda positivamente.
A equipa agradece aos seus patrocinadores, amigos e familiares o apoio dado nesta época, nada fácil, de 2013.

press release Nuno Carreira
foto Mondegosport

Leia Mais

José Carlos Paté sem sorte em Serpa

Problema com o depósito de combustível obriga à desistência de José Carlos Paté na quarta prova do Campeonato Regional de Ralis Sul de 2013, o Rali Flor do Alentejo – Cidade de Serpa.

A prova do passado fim-de-semana, não começou da melhor maneira, dado que a equipa se deparou com um problema de falta de potência no motor durante a super-especial de sábado à noite. Este problema viria a condicionar o desempenho da equipa visto que o carro não passava das 5000 rpm’s. Após a assistência, e com o problema parcialmente solucionado, a equipa traçava como objetivo fazer o melhor possível durante as classificativas de domingo.
Nas primeiras classificativas da manhã, a equipa procurou encurtar a diferença para os restantes concorrentes, mas alguma falta de ritmo impedia que os tempos surgissem. No entanto, após a segunda passagem pela assistência e na segunda passagem pelo troço de A. do Pinto, José Carlos Paté viria a retirar mais de 30 segundos à sua primeira passagem, motivando a equipa e fazendo com que esta se dirigisse para a última classificativa do dia com o objetivo claro de atacar. Infelizmente, à entrada para a segunda passagem pela classificativa de Santa Iria (a última do dia), a equipa detetou um problema que colocou um ponto final na prova da equipa (um furo no depósito de combustível).
Para José Carlos Paté “é frustrante desistir, porque estávamos extremamente motivados, e vínhamos com vontade de fazer um último troço em grande, para tentar esquecer um pouco os problemas que tínhamos tido na super-especial. Mas os ralis são mesmo assim. Agora é pensar na próxima prova e começar a trabalhar na recuperação do carro.”
A equipa agradece aos patrocinadores, amigos e familiares todo o apoio dado.

comunicado José Carlos Paté
Foto Pedro Contente

Leia Mais

terça-feira, setembro 10

Paulo Santos reforça liderança das 2 Rodas Motrizes

A dupla algarvia Paulo Santos e Luís Santos conseguiu em Serpa, na antepenúltima prova do Regional Sul de Ralis, um importante 2º lugar no campeonato das duas rodas motrizes.

No sábado à noite, cumpriram a super especial com as maiores cautelas, de forma a pouparem a mecânica do carro mas sem perder muito tempo. Esperava-se uma prova difícil e penosa no domingo, logo a abrir com um primeiro troço completamente novo, com zonas muito duras e muito pó devido à limpeza do traçado feita pelas máquinas.
A luta pelo primeiro lugar no rali alentejano, na sua categoria, ficou impossibilitada quando “na PEC 2 uma transmissão partida, logo ao segundo quilómetro, levou a uma enorme perda de tempo”, tendo o VW Golf GTI“prosseguido até à assistência apenas com uma roda”, como referiu Paulo Santos, considerando “que se não fosse este azar e o tempo que perdemos para completar o resto do troço, teríamos estado na luta ou até mesmo conseguido a vitória neste rali”.
Ainda assim, o objectivo para esta prova foi conseguido e permitiu amealhar os pontos suficientes para se distanciarem dos principais opositores, na classificação geral, diferença essa que aumentou de quatro para dez pontos.

A próxima prova será disputada em terras algarvias, com a realização do Rali do Algarve, a 9 e 10 de Novembro, totalmente em asfalto.

Classificação Final 2 Rodas Motrizes: 1º Marco Ferreira/Edgar Gonçalves (Citroën Saxo Cup) – 0:40:40,79; 2º Paulo Santos/Luís Santos (VW Golf GTI) – 0:41:48,89; 3º Paulo Sousa/Luís Ribeiro (VW Golf MK3 VR6) – 0:41:50,88.

Classificação Geral CRRS (VSH): 1º Paulo Santos – 69 pontos; 2º José Coelho – 59 pontos; 3º Marco Ferreira – 50 pontos.

comunicado Paulo Santos

Leia Mais

Marco Ferreira vence 2 Rodas Motrizes em Serpa

Marco Ferreira e Edgar Gonçalves conquistaram este fim-de-semana em Serpa, a segunda vitória no Campeonato Regional de Ralis do Sul – Duas Rodas Motrizes, sendo assim a única dupla a somar duas vitórias na categoria.


Depois do azar em Monchique, a dupla do Citroen Saxo dominou completamente a competição reservada aos duas rodas motrizes, dando nas vistas logo na super especial de abertura, com o nono tempo à geral, que teve lugar nas ruas de Serpa, e que, como sempre, contou com enorme moldura humana.
Como nos contou Marco Ferreira, o “Rali de Serpa teve um aperitivo na noite de sábado, com uma super-especial nas ruas da cidade, com muito público a assistir e onde conseguimos o segundo tempo da Classe. No domingo arrancámos para a estrada determinados em andar depressa, subir na classificação e conquistar algum tempo de vantagem para a concorrência. Após as primeiras passagens, a nossa vantagem para os segundos classificados cifrava-se em cerca de um minuto, mas tivemos que lidar com um problema no nosso carro, depois de uma pedra ter furado o depósito de combustível”.

“Felizmente a nossa equipa de assistência reparou o problema e pudemos arrancar para a segunda ronda pelas especiais, onde viríamos a controlar a vantagem para a concorrência, rodando sempre com um ritmo vivo, mas sem arriscar minimamente, pois sabíamos que o piso se iria degradar e uma trajectória mal calculada poderia deitar tudo a perder. Apesar das cautelas, acabámos por terminar com um ‘nó na garganta’, pois a meio da última especial voltámos a ter problemas com a rotura no depósito. Felizmente conseguimos levar o Saxo até ao final, cumprindo o nosso objectivo e conseguindo a tão desejada vitória, a segunda do ano entre os concorrentes das duas rodas motrizes”, contou ainda o piloto de Santiago do Cacém.

O piloto apoiado por Tudóptica, Consulnear, JBJF, TransmissãoSado, Hora D’Impacto, Jorge Amortecedores e Eni está " muito agradecido à equipa TransmissãoSado Rally Team, em especial ao Marcílio, Rodrigo e Rodrigo Vilhena, e a todos os patrocinadores, parceiros, família e amigos que nos têm apoiado, e nos ajudam a conquistar estas vitórias."

A próxima prova do Regional Sul de Ralis será o Rali do Algarve, prova organizada pelo Clube Automóvel do Algarve e que terá lugar nos dias 9 e 10 de Novembro.


comunicado SportsMultimédia-Marco Ferreira

Leia Mais

Paulo Neto - Excelente teste para Mortágua

Paulo Neto / Bernardo Gusmão estiveram presentes no passado fim-de-semana no Rali de Aguiar da Beira, preparando a presença da Paulo Neto Sport no Rali de Mortágua, a contar para o Campeonato de Portugal de Ralis.

A contar para o Critério de Ralis Centro, o Rali de Aguiar da Beira é uma prova que alguns pilotos do Campeonato de Portugal de Ralis escolhem para preparar a reentrada nesta competição, que acontecerá dia 20 e 21 de setembro, com o Rali de Mortágua. “Com a longa paragem no CPR e com o facto de termos feito uma revisão total ao Citroen DS3 R3T existia a necessidade de voltar a testar o Citroen antes do Rali de Mortágua, bem como de voltar a ganhar algum ritmo competitivo”, começa por referir Paulo Neto, adiantando que “estes objetivos foram atingidos e até foi possível evoluir um pouco mais no set-up no carro, pelo que foi muito proveitosa a aposta que fizemos em estar presentes nesta prova”.

No plano desportivo, o Rali de Aguiar da Beira também foi muito positivo “não só porque fomos os quartos classificados da geral, atrás de dois campeões nacionais, mas também porque fomos os mais rápidos nas duas rodas motrizes. Contudo, o mais importante foi mesmo ter conseguido evoluir de troço para troço e de ter voltado a conduzir o Citroen depois de em junho ter feito o último rali”, afirma o piloto de Mafra.

Para terminar, Paulo Neto não quer deixar de “agradecer ao Bernardo Gusmão, que me acompanhou, após um convite em cima da hora, demonstrando grande profissionalismo. Foi um teste muito proveitoso que me deixa muito confiante para o Rali de Mortágua, onde iremos tentar andar entre os mais rápidos do CPR2”.

comunicado Paulo Neto

Leia Mais

domingo, setembro 8

Diogo Gago: “Foi um rali muito difícil mas que nos fez evoluir uma vez mais”

Diogo Gago e Jorge Carvalho levaram o Peugeot 208 R2 preparado pela Pit Stop France ao nono posto final da 208 Rally Cup no Rallye du Mont Blanc-Morzine, depois de um problema de travões ter comprometido seriamente a sua prova na terceira especial.

A dupla portuguesa que participa num dos mais competitivos troféus monomarca a nível europeu, entrou bem neste Rallye du Mont Blanc, mas problemas de travões logo na primeira secção do rali levou-os a cair para o último posto do troféu. Apesar de alguns problemas na segunda etapa, Diogo Gago e Jorge Carvalho viriam a recuperar várias posições, vindo a terminar a prova no nono posto da 208 Rally Cup.

O piloto de São Brás de Alportel contou que “este foi um rali muito difícil, mas que nos fez evoluir uma vez mais. Conseguimos chegar ao final, que era o principal objectivo, mesmo com todos os problemas que tivemos, mas que fomos conseguindo ultrapassar, voltando assim a marcar pontos na 208 Rally Cup”.

Sobre o desenrolar da prova, Diogo Gago contava que “no primeiro dia tivemos um problema com um disco de travão que nos fez perder cerca de nove minutos e nesta segunda etapa, tivemos um furo logo na primeira especial. Apesar dos cuidados que fomos tendo ao longo da segunda etapa, acabámos por ter que realizar as duas últimas especiais com muitas cautelas, pois partiu-se um apoio da caixa”.

O jovem piloto algarvio diz que “apesar dos problemas, a equipa está satisfeita com mais uma etapa evolutiva para nós e que nos fez crescer bastante. Como principais destaques, ficam os pontos que marcámos e o segundo tempo que realizámos numa das especiais”.

Depois do Rallye du Mont Blanc, a dupla está já de regresso a Portugal, onde dentro de duas semanas disputará o Rali de Mortágua, prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis.

publicado em Autosport

Leia Mais

Rali de Serpa - Teodósio entra nas contas do título 4RM

Depois da vitória entre os 4x4 no Rali de Beja, Ricardo Teodósio regressa ao interior alentejano para obter nova e folgada vitória absoluta, desta feita no Rali de Serpa.

Sem dar quaisquer chances aos seus adversários, Ricardo Teodósio liderou em toda a linha esta prova, vencendo todas as classificativas, obtendo uma vitória fácil, num rali que parecia desenhado para o seu estilo de condução.

Mais interessante foi a luta pelo segundo lugar, mesmo se Márcio Marreiros esteve durante toda a prova (excepto na super-especial) nessa posição. O piloto do Mitsubishi amarelo nunca esteve em posição de gerir a sua prova, tanto mais que atrás de Orlando Bule e João Correia, ambos em Mitsubishi travavam animada luta. Com a desistência de Bule, quer Marreiros quer Correia ficaram com as suas posições definidas à geral.

Para Carlos Martins foi um rali complicado e logo quando jogava em casa. O piloto de Serpa tinha ambições na luta pela vitória, mas o turbo do Mitsubishi não colaborou o que atrasou bastante o piloto que não conseguiu melhor do que o 4º lugar.

José Merceano, também ele em EVO, fechou o lote dos cinco primeiros, ficando na frente de João Martins Irmão de Carlos Martins) na sexta posição.
A vitória nas duas rodas motrizes foi para Marco Ferreira, que fez uma excelente prova com o seu Citroen Saxo, mas a segunda posição ficou nas mãos de Paulo Santos, que assim cimentou ainda mais a liderança entre os 2WD no Regional Sul.

publicado em RalisOnline

Leia Mais

quinta-feira, setembro 5

Monchiconta pretende andar entre os mais rápidos

O Campeonato Regional Ralis Sul volta novamente aos pisos de terra, sendo o Rali Flor do Alentejo – Cidade de Serpa já no próximo fim-de-semanae contará com a presença da equipa Monchiconta.


"Um rali espectacular onde procuramos andar com os mais rápidos das 2RM.
Sendo assim, a dupla Marco Gonçalves e Pedro Arroja tem como objectivo lutar pela Classe 2 e pelas 2 Rodas Motrizes, somando assim, o maior número de pontos possíveis para o Campeonato 2RM.
Contamos com o 306 a 100% e um pouco de sorte que também é importante, pois só assim teremos condições para cumprir objectivos.
A MonchiConta RACING agradece aos seus patrocinadores e colaboradores pelo apoio; Câmara Municipal de Monchique, HERBALIFE, FAdevelopments, ENI - lubrificantes, H.E.L.P. - Holistic Exercise and Livestyle Programs, DMD - Informática, Junta de Feguesia de Monchique, CARGAQUATRO - Transportes e Logística, ELECTRORODAS, Drogaria BRICONEXE, Monchique Terra Clube e RMC - Engrenagens
"

Comunicado Monchiconta

Leia Mais

Paté regressa em Serpa

José Carlos Paté vai estar presente na quarta prova do Campeonato Regional de Ralis Sul de 2013, o Rali Flor do Alentejo – Cidade de Serpa.

A equipa José Carlos Paté e Hermes Banza vai deslocar-se a Serpa no próximo fim-de-semana, para a quarta prova do Campeonato Regional de Ralis Sul.
Para José Carlos Paté este regresso após as férias é “acima de tudo para rodar com o carro. Já fiz alguns Slaloms com o carro e correu tudo bem, com pequenos problemas, mas tudo resolvido. Agora quero fazer um rali completo, e se possível vou tentar lutar por um bom lugar na classificação. O objetivo é claro: queremos ter um desempenho positivo em Serpa!”
A equipa agradece aos patrocinadores, amigos e familiares todo o apoio dado.


press José Carlos Paté/Hermes Banza
Foto Joel Banza

Leia Mais

Nuno Carreira/Fernando Almeida marcam presença em Serpa

Nuno Carreira vai marcar presença na quarta prova do Campeonato Regional de Ralis Sul de 2013, o Rali Flor do Alentejo -Cidade de Serpa.

Depois das férias, a dupla Nuno Carreira e Fernando Almeida vão a Serpa com o objetivo de tentar um resultado positivo, com o Opel Kadett GSI.
Para Nuno Carreira, esta prova tem um objetivo claro:
- “Terminar a prova! Essa é a prioridade número um. Irei tentar um bom andamento, aproveitando o conhecimento do carro e o que a sua preparação permitir. Mas a prioridade em qualquer prova é terminar, se possível bem classificado na classe, e, por isso, vamos procurar o melhor resultado possível. Mas não me posso esquecer que acima de tudo somos uma equipa com meios limitados e um dos objetivos é igualmente divertir-me…”
A equipa agradece o apoio dos patrocinadores, que apostam no projeto, bem como a toda a equipa de assistência e ao José Carlos Paté, pela preparação da viatura, e ainda a todos os familiares e amigos que os apoiam.


press Nuno Carreira/Fernando Almeida
Foto Mondegosport

Leia Mais

Inscritos Rali de Serpa - C.R.R.S 2013


Leia Mais

Marco Ferreira volta a Serpa para lutar pelos lugares da frente

Marco Ferreira e Edgar Gonçalves querem regressar aos bons resultados no Campeonato Regional de Ralis Sul, com o Rali de Serpa a marcar o ingresso na segunda metade da temporada.

“Esta é a quarta prova do Regional e chegamos aqui numa posição que não é aquela que desejávamos, pois não pontuamos em duas rondas do campeonato”, começou por reconhecer Marco Ferreira.

O piloto de Santiago do Cacém diz que “está é uma prova que me é muito querida, pois foi aqui que comecei nos ralis, precisamente em 2010, então com um navegador muito ‘sui generis’ (na ocasião foi o piloto Pedro Lança) e portanto tem sempre um significado especial este Rali de Serpa”.

O piloto diz que só conhece “a prova de 2010, pois nos dois anos seguintes não a fiz, embora acredite que os pisos sejam idênticos, assim como o tipo de traçado, com zonas rápidas como nós tanto gostamos. Vamos pensar em andar rápido e tentar não cometer erros, como os de Monchique, para podermos pontuar”.

Marco Ferreira contou ainda que “esta é uma prova que tem novamente uma super especial, como já aconteceu em Vila do Bispo, que é algo que nós gostamos, pois fazemos normalmente bons resultados. É uma forma de levar os ralis às pessoas, pelo que esperamos ter uma boa moldura humana a apoiar as equipas, e também uma montra para os nossos patrocinadores. No domingo voltaremos a dar o nosso melhor como sempre fazemos, e esperamos divertirmo-nos ao máximo."

O Regional Sul passou pela sua habitual pausa de verão, mas Marco Ferreira revelou que “neste interregno não foi possível testar nem evoluir o nosso Citroën Saxo, pelo que nos limitámos a resolver os problemas que se foram acumulando. Ainda assim, vamos fazer o melhor para honrarmos o compromisso que temos com os nossos parceiros”.

O Rali de Serpa vai para a estrada nos dias 7 e 8 de Setembro, sendo composto por cinco provas especiais de classificação, a começar com uma super especial no centro de Serpa.

Comunicado SportsMultimédia

Leia Mais

terça-feira, setembro 3

Diogo Gago quer terminar no Mont Blanc

Com o início do mês de Setembro chega a altura de um dos mais emblemáticos Ralis do Campeonato de França, o mítico Mont Blanc, prova na qual Diogo Gago e Jorge Carvalho vão marcar presença, uma vez que se trata de mais uma ronda pontuável para a 208 Rally Cup.

Apesar do andamento imprimido na última prova ter comprovado a evolução da dupla portuguesa, a realidade é que a sucessão de pequenos azares os tem impedido de traduzir esse mesmo andamento em resultados, passando o objectivo no Rallye du Mont Blanc por terminar a referida prova.

Queremos chegar ao fim”, começou por dizer o algarvio Diogo Gago.

Já demonstrámos ser competitivos, mas isso não tem sido suficiente. Vamos impor um ritmo que nos mantenha confortáveis, para troço a troço irmos ganhando confiança”, continuou o jovem piloto português.

O piloto de São Brás de Alportél que conta com os apoios de Axa Seguros, Automóvel Clube de Portugal e QF-Lda, esclareceu ainda que a dupla não vai “com pressão de qualquer resultado, pois o nosso objectivo passa por chegarmos ao fim. É um rali com características diferentes daquilo que estou acostumado, mas espero adaptar-me rapidamente à exigência do traçado”.

O Rallye du Mont-Blanc que vai para a estrada nos dias 6 e 7 de Setembro, será composto por onze provas especiais de classificação, algumas delas já inseridas no Rally de Monte Carlo. A prova sediada em Morzine conta ainda com uma impressionante lista de inscritos que ascende ás duas dezenas de duplas.

publicado em Supermotores

Leia Mais

sexta-feira, agosto 30

Paulo Santos quer manter liderança nas 2RM

Está de regresso o Campeonato Regional de Ralis Sul, desta feita com a realização da quarta prova da época, o Rali Flôr do Alentejo - Cidade de Serpa, que se disputará nesta cidade alentejana nos dias 7 e 8 de Setembro.

Organizado pela Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense conta com uma Super Especial em asfalto, no sábado à noite, dia 7, e com dois troços, em terra, que serão percorridos duas vezes no domingo, dia 8, num total de cinco provas especiais de classificação com 45,2km.

Com três meses depois da última prova disputada para fazerem as afinações necessárias no VW Golf GTI, a dupla Paulo Santos / Luís Santos parte para esta prova na liderança da categoria de duas rodas motrizes, empenhados em repetir a proeza do ano passado na primeira prova em que participaram: a vitória na categoria.

As expectativas são por isso altas, já que a distância para o segundo classificado nas duas rodas motrizes é de apenas quatro escassos pontos. Num tipo de piso onde sente à vontade, Paulo Santos espera tirar todo o partido do potencial do VW Golf e conseguir assim um resultado que lhe permita manter a diferença pontual ou mesmo dilatá-la.

Texto: Luis Santos Competição / Foto: Fotoconcepts

Leia Mais

terça-feira, agosto 20

Carlos Martins deverá evoluir para Evo IX ou R4

Carlos Martins, um dos pilotos portugueses que mais tem evoluido nos últimos tempos nos ralis nacionais, deverá substituir o seu atual Evo VIII por um mais competitivo Lancer Evo IX ou Evo R4 ainda este ano, por forma a preparar já a temporada de 2014.

O piloto de Serpa que comanda, nesta altura, o Campeonato Regional de Ralis Sul 4 RM, referiu que “estão em estudo várias hipóteses, mas a mais provável é a que passemos para um Lancer Evo IX ou R4, sendo talvez mesmo esta última hipótese a mais provável”. Totalmente fora de questão não está avançar para um projeto mais ambicioso, o de um R5, muito embora Martins afirme que “pelo menos para 2014 talvez esse seja um passo demasiado grande e seja preferível evoluir um passo de cada vez”.

O piloto conta ter uma decisão final até ao final de setembro, avançando mesmo com a hipótese de poder guiar o novo carro já no Rali de Mortágua por forma a ir preparando a época de 2014, onde, definitivamente, a sua aposta será no Campeonato de Portugal de Ralis.

publicado em Autosport

Leia Mais